Escolha as suas informações

Transfronteiriços belgas podem ficar em teletrabalho até final do ano
Economia 14.06.2021
Fronteiriços

Transfronteiriços belgas podem ficar em teletrabalho até final do ano

Fronteiriços

Transfronteiriços belgas podem ficar em teletrabalho até final do ano

Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Economia 14.06.2021
Fronteiriços

Transfronteiriços belgas podem ficar em teletrabalho até final do ano

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
A extensão dos acordos com França e Alemanha estão também a ser negociados.

Mais um prolongamento do teletrabalho para os transfronteiriços belgas. O quarto acordo consecutivo entre o Luxemburgo e a Bélgica foi anunciado pelo Ministério da Segurança Social.

Na prática, os dias de teletrabalho associados à pandemia não vão ser tidos em conta pela Segurança Social do Grão-Ducado. A medida extraordinária permite aos trabalhadores transfronteiriços continuarem inscritos na Segurança Social luxemburguesa, sem perder as prestações sociais. Isto porque uma diretiva europeia prevê a perda de afiliação caso o funcionário trabalhe mais de 25% do seu tempo no país de origem.


Estudo. Oito em cada dez trabalhadores preferem manter o teletrabalho
Num estudo publicado pela Câmara de Comércio e Indústria do Luxemburgo, as vantagens do teletrabalho superam as desvantagens para os inquiridos.

O prazo do atual acordo termina a 30 de junho, mas o novo texto, que entra em vigor a 1 de julho, prolonga o acordo até 31 de dezembro de 2021. A extensão dos mesmo acordos com França e a Alemanha estão também a ser negociados.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas