Escolha as suas informações

Certificados de incapacidade de trabalho com aumento de 40% em 2020
Economia 10.06.2021
Trabalho

Certificados de incapacidade de trabalho com aumento de 40% em 2020

Trabalho

Certificados de incapacidade de trabalho com aumento de 40% em 2020

Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Economia 10.06.2021
Trabalho

Certificados de incapacidade de trabalho com aumento de 40% em 2020

Susy MARTINS
Susy MARTINS
Mais de metade dos trabalhadores estiveram de baixa médica pelo menos uma vez, no ano passado.

2020 foi um ano marcado pelo início da pandemia da covid-19 e o confinamento. Nesse ano foram emitidos cerca de 1,2 milhões de certificados de incapacidade temporária de trabalho, vulgarmente conhecidos por baixa médica. Trata-se de um aumento de 40% face a 2019, atribuído sobretudo às licenças especiais por razões familiares.

Com as escolas e estruturas de acolhimento extracurricular fechadas durante três meses, cerca de 67 mil certificados foram entregues à Caixa Nacional da Saúde (CNS) por razões familiares. Só no mês de março do ano passado, houve 43 mil pedidos em que a guarda das crianças era a principal causa.

Em segundo lugar, surgem os certificados devido a doença que representam 35% do aumento global dos certificados emitidos. Estes dados foram revelados pelo ministro da Segurança Social, Romain Schneider, em resposta a uma questão parlamentar da deputada do Partido Democrático (DP), Carole Hartmann.

Note-se ainda que mais de metade dos trabalhadores estiveram de baixa médica pelo menos uma vez, no ano passado. A duração média da incapacidade de trabalho aumentou para 10,4 dias face aos 8,7 dias em 2019. Foi no setor do imobiliário e ainda na área dos serviços, nomeadamente no setor da limpeza, que se registou o maior número de baixas médicas. O setor das finanças e da Horeca foi o menos impactado.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.