Escolha as suas informações

Trabalhadores transfronteiriços belgas poderão trabalhar em casa 34 dias por ano
Economia 17.05.2022
Acordo

Trabalhadores transfronteiriços belgas poderão trabalhar em casa 34 dias por ano

Acordo

Trabalhadores transfronteiriços belgas poderão trabalhar em casa 34 dias por ano

Foto: Marc Wilwert/Luxemburger Wort
Economia 17.05.2022
Acordo

Trabalhadores transfronteiriços belgas poderão trabalhar em casa 34 dias por ano

Redação
Redação
Os parlamentares da Câmara dos Deputados votaram a favor da lei na tarde desta terça-feira, concedendo mais dez dias de teletrabalho aos funcionários belgas.

Os trabalhadores transfronteiriços da Bélgica poderão trabalhar em casa 34 dias por ano, como parte de um novo acordo. Os parlamentares da Câmara dos Deputados votaram a favor da lei na tarde desta terça-feira, concedendo mais dez dias de teletrabalho aos funcionários  belgas. 

Os trabalhadores transfronteiriços franceses podem passar 29 dias por ano em teletrabalho, enquanto os colegas alemães estão limitados a 19 dias, de acordo com os acordos fiscais atuais. 

Segundo a RTL, vários deputados, incluindo Laurent Mosar do CSV e Dan Kersch do LSAP, disseram à Câmara que o Grão-Ducado deve procurar harmonizar os seus acordos fiscais com os três países vizinhos. 

Roy Reding, do ADR, e o líder do Partido Pirata, Sven Clement, criticaram o novo acordo, dizendo que era uma mera gota no oceano, apesar do aumento, pois não permite sequer um dia de teletrabalho por semana. 

Atualmente, cerca de 50.000 belgas trabalham no Luxemburgo. A maioria dos beneficiários das novas medidas são os trabalhadores com formação universitária.

 O acordo fiscal com França durará até 30 de julho de 2022, mas a ministra das Finanças, Yuriko Backes, confirmou que estão em andamento discussões para aumentar o número de dias de teletrabalho de 29 para 34. 

Backes acrescentou que também planeia renegociar o acordo com a Alemanha, para que se adeque aos padrões das outras nações fronteiriças do Luxemburgo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas