Escolha as suas informações

Trabalhadores fronteiriços franceses vão ter 34 dias de teletrabalho
Economia 01.10.2022
Emprego

Trabalhadores fronteiriços franceses vão ter 34 dias de teletrabalho

Emprego

Trabalhadores fronteiriços franceses vão ter 34 dias de teletrabalho

Foto: dpa
Economia 01.10.2022
Emprego

Trabalhadores fronteiriços franceses vão ter 34 dias de teletrabalho

Redação
Redação
A medida entra em vigor a partir de janeiro e torna igual, para os trabalhadores do lado francês, o número de dias de teletrabalho já dado aos belgas. Discussões com a Alemanha ainda estão em curso.

Os trabalhadores fronteiriços franceses vão ter 34 dias de teletrabalho, já a partir de janeiro de 2023. 

O acordo foi alcançado entre os ministros das Finanças do Luxemburgo, Yuriko Backes, e da França, Bruno Le Maire, esta sexta-feira, que definiu um aumento do limiar de tolerância em matéria fiscal para este regime de trabalho de 29 para 34 dias, segundo noticia o Virgule.   

A emenda ao atual tratado fiscal existente entre os dois países será assinada em breve, acrescenta a mesma publicação.


Teletrabalho. "Há quem sinta que o teto lhe vai cair em cima"
Associação Mobbing alerta para o lado obscuro de trabalhar em casa.

Todos os dias 117.000 trabalhadores fronteiriços franceses atravessam a fronteira para trabalhar no Luxemburgo.

Sobre o acordo alcançado, Yuriko Backes lembrou que era "ansiosamente esperado por muitos empregados e empresas, e que proporciona mais flexibilidade, particularmente na área do teletrabalho".

A medida passa assim a harmonizar os direitos dos trabalhadores transfronteiriços que vivem em França aos dos trabalhadores belgas que também já tinham conquistado os 34 dias de teletrabalho. A decisão, que foi ratificada no final de agosto de 2021, na sequência do acordo de dupla tributação belgo-luxemburguês, aumentou a quota anual de dias de teletrabalho de 24 para 34, para os transfronteiriços belgas.

Do lado alemão, os trabalhadores fronteiriços têm atualmente direito a 19 dias de teletrabalho, menos 15 do que os seus vizinhos. Mas estão em curso discussões para aumentar este limiar de tolerância, refere o Virgule.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas