Escolha as suas informações

Taxistas preocupados com possível entrada da Uber no setor
Economia 11.01.2021

Taxistas preocupados com possível entrada da Uber no setor

Taxistas preocupados com possível entrada da Uber no setor

Foto: AFP
Economia 11.01.2021

Taxistas preocupados com possível entrada da Uber no setor

Reforma na lei que regulamenta o transporte de passageiros em táxi abre porta a essa possibilidade.

"Já há demasiados táxis, 400 ou 500 carros. Não é uma boa ideia trazer outros atores", afirmou Veysel, taxista, ao L'essentiel. A aprovação de carros de aluguer com motorista (Véhicules de Location avec Chauffeur - VLC), num modelo semelhante ao que opera a Uber, na sexta-feira, não agradou aos profissionais do táxi.

Entrevistados pelo L'essentiel na Gare do Luxemburgo, vários taxistas questionaram a decisão dos legisladores. "O que é que a Uber vai trazer para este setor? Vai pagar as mesmas taxas", interrogou-se Alfred. Ainda assim, o Governo alega que os VLC terão de respeitar o atual código do trabalho.

Como noutros países, os taxistas receiam que perder clientes num cenário mais competitivo e com menos direitos. Este profissional do setor afirmou ao L'essentiel que "os preços são elevados". Com um custo de vida elevado no Luxemburgo, diz ganhar cerca de 2.900 euros por mês, incluindo taxas. Algumas pessoas temem pelo futuro. "Já era difícil antes da pandemia, agora há muito poucos clientes", lamenta António. Teme ser obrigado a "tornar-se um motorista Uber porque o sistema de táxis estará morto". Só que a Uber na maioria dos países significou maior precariedade para quem conduz passageiros.


Adaptação à lei permite aluguer de viaturas com motorista e fim de zona de táxis
A adaptação à lei dos táxis, aprovada hoje em reunião de conselho de ministros, vai permitir acabar com "algumas deficiências no setor" desde a aplicação da lei em 2016.

O objectivo do Governo com esta lei, que deverá entrar em vigor em janeiro de 2022, é desenvolver a concorrência, após a reforma de 2016, que foi considerada insatisfatória. O texto prevê ainda a introdução de um exame obrigatório para todos os novos profissionais do setor. A idade máxima para um motorista de táxi ou VCL é fixada em 70 anos.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Transportes: Taxistas nem querem ouvir falar da Uber
A maioria dos taxistas do Luxemburgo está contra uma eventual vinda da Uber para o Grão-Ducado. Se a plataforma informática que une motoristas independentes começar a operar no país, muitos taxistas temem a “concorrência desleal” e o aumento do desemprego no setor.
Taxistas pedem mão forte e mais fiscalização contra ilegais
A nova lei que rege o sector dos táxis no Luxemburgo entrou em vigor no dia 1 de Setembro. A mudança que mais polémica tem gerado entre os taxistas é a que determina que o cliente deixa de ser obrigado a apanhar o primeiro táxi da fila. Os profissionais do sector pedem ainda mais fiscalização no combate aos taxistas ilegais.
 “Os ´pescadores´ (taxistas ilegais) continuam aí e são cada vez mais. São concorrência desleal a quem paga impostos e acabam por roubar o Estado”, denuncia Aires Santos, da Taxis Morgado, em Esch-sur-Alzette