Escolha as suas informações

Taxa de inflação da zona euro desce para 1% em julho
Economia 19.08.2019 Do nosso arquivo online

Taxa de inflação da zona euro desce para 1% em julho

Taxa de inflação da zona euro desce para 1% em julho

Economia 19.08.2019 Do nosso arquivo online

Taxa de inflação da zona euro desce para 1% em julho

A fraca inflação junta-se a outros sinais de abrandamento.

A taxa de inflação ficou em 1% em julho deste ano, aumentando a pressão sobre o Banco Central Europeu (BCE) para implementar mais medidas de estímulo à economia. O número final divulgado hoje pelo Eurostat fica abaixo dos 1,1% indicados nas previsões iniciais publicadas no final de julho.

Além disso, fica abaixo da taxa de 1,3% registada em junho e longe dos 2,2% de julho de 2018.

A fraca inflação junta-se a outros sinais de abrandamento como os divulgados na semana passada que dão conta de um crescimento de 0,2% na zona euro e de uma contração da Alemanha de 0,1% no segundo trimestre do ano. O banco central alemão avisou hoje que a maior economia da zona euro pode entrar num ciclo de recessão.

O presidente do BCE, Mario Draghi, já sinalizou que deverá baixar os juros na próxima reunião em setembro e adotar mais medidas de estímulo à economia da zona euro.

Luxemburgo em contraciclo

Ao contrário do que acontece com o conjunto da zona euro, a taxa de inflação do Grão-Ducado subiu em julho, de 1,5%, para 1,6%. Apesar do aumento, encontra-se abaixo dos 2,5% registados um ano antes. Já em Portugal, a taxa de inflação anual em julho foi a mais baixa da União Europeia (UE). A taxa foi de –0,7%, percentagem que compara com a de 0,7% em junho deste ano e com a de 2,2% registada em julho de 2018.

Lusa


Notícias relacionadas

Inflação volta a cair na zona euro
Os dados divulgados vêm dar força aos receios do Banco Central Europeu (BCE), que em setembro anunciou um novo programa de estímulo à economia da zona euro.
Inflação na zona euro sobe para 2,1% em julho
A inflação subiu para 2,1% em julho na zona euro, face aos 2% registados em junho. O valor ultrapassou assim a meta do Banco Central Europeu (BCE), que aponta para uma taxa de inflação próxima mas abaixo dos 2%.
O valor de 2,1% ultrapassou a meta definida pelo Banco Central Europeu.