Escolha as suas informações

Taxa de desemprego em França baixa para mínimos de 2008
Economia 17.05.2022
Trabalho

Taxa de desemprego em França baixa para mínimos de 2008

Trabalho

Taxa de desemprego em França baixa para mínimos de 2008

Foto: Philippe Lopez/AFP
Economia 17.05.2022
Trabalho

Taxa de desemprego em França baixa para mínimos de 2008

Lusa
Lusa
A taxa desceu para 7,3% nos primeiros três meses de 2022, o que em termos absolutos significa que o número de desempregados caiu para 2,2 milhões.

A taxa de desemprego em França caiu para 7,3% no primeiro trimestre de 2022, menos uma décima de ponto e a mais baixa desde o início de 2008, foi esta terça-feira anunciado.

O instituto nacional de estatística francês (INSEE) anunciou que a taxa é a mais baixa desde o início de 2008, quando os efeitos da crise financeira estavam apenas a começar a fazer-se sentir.

O ritmo da queda da taxa de desemprego no país entre janeiro e março (uma décima de ponto percentual) foi claramente inferior à do trimestre anterior, quando a queda tinha sido de seis décimas de ponto percentual, sublinhou o INSEE num comunicado.


Guerra. Em três meses tudo piorou, mas Portugal mantém-se à tona
Prevê-se a maior inflação de sempre na UE, 6.8%, e quedas do PIB.

Em termos absolutos, o número de desempregados caiu 18.000 nos primeiros três meses do ano para 2,2 milhões.

Por grupo etário, o desemprego aumentou três décimas de ponto entre os jovens dos 15-24 anos, para 16,3%, embora esta se tenha seguido a uma queda acentuada de 3,5 pontos nos últimos três meses de 2021.

Pelo contrário, caiu duas décimas no grupo etário 25-49, para 6,6%, e uma décima para os que têm 50 ou mais anos, para 5,6%. A taxa de desemprego dos homens, que caiu duas décimas de ponto percentual, estava ao nível da das mulheres, que se manteve estável em 7,3%.


Taxa de desemprego na Alemanha desce para 5% em abril
A procura de trabalhadores manteve-se num nível elevado em abril, com 852.000 vagas registadas na agência federal de emprego alemã, mais 223.000 do que no mesmo mês de 2021.

Uma das promessas de Emmanuel Macron na campanha das eleições presidenciais em abril foi conseguir o pleno emprego em França, o que, defendeu, significaria reduzir o desemprego no seu novo mandato tanto como nos seus primeiros cinco anos no Eliseu, ou seja, em mais de dois pontos percentuais.

Na prática, isto significaria uma taxa de desemprego de menos de 5,3% da população ativa.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O desemprego no Luxemburgo baixou ligeiramente. No mês de Outubro, a taxa de desemprego era de 7,1%, menos 0,1% do que em Setembro (7,2%).