Escolha as suas informações

Suécia diz que fuga de gás apenas parou num dos gasodutos
Economia 03.10.2022
Guerra na Ucrânia

Suécia diz que fuga de gás apenas parou num dos gasodutos

Fotografia tirada a 28 de Setembro de 2022 mostra a libertação de gás proveniente do gasoduto Nord Stream 1, na zona económica sueca no Mar Báltico.
Guerra na Ucrânia

Suécia diz que fuga de gás apenas parou num dos gasodutos

Fotografia tirada a 28 de Setembro de 2022 mostra a libertação de gás proveniente do gasoduto Nord Stream 1, na zona económica sueca no Mar Báltico.
Foto: Kustbevakningen/AFP
Economia 03.10.2022
Guerra na Ucrânia

Suécia diz que fuga de gás apenas parou num dos gasodutos

AFP
AFP
Durante um sobrevoo efetuado esta manhã pela guarda costeira, verificou-se que a fuga ativa tinha um diâmetro de bolhas no mar de "cerca de 30 metros".

O borbulhar causado por fugas de gás parou no gasoduto danificado Nord Stream 1, mas não no Nord Stream 2, informou a guarda costeira sueca esta segunda-feira, depois de sobrevoar os dos dois gasodutos que foram alegadamente sabotados no Mar Báltico.

O operador dos gasodutos submarinos que ligam a Rússia à Alemanha, Nord Stream AG, tinha anunciado no sábado que as fugas no Nord Stream 2 tinham parado por terem pressão insuficiente para escapar da infraestrutura.


Fotografia tirada de um avião da Guarda Costeira Sueca (Kustbevakningen) mostra a libertação de gás na zona económica sueca no Mar Báltico.
Suécia deteta quarta fuga nos gasodutos do Báltico
A descoberta desta quinta-feira eleva o número de fugas dos dois gasodutos russos para quatro.

Um total de quatro grandes fugas, que libertaram dezenas de milhares de toneladas de metano, atingiram os dois oleodutos ao largo da ilha dinamarquesa de Bornholm desde o início da semana passada.

Estão localizados em águas internacionais, mas dois deles estão na Zona Económica Exclusiva Sueca (ZEE), e os outros dois na ZEE dinamarquesa.

De acordo com as autoridades dinamarquesas, previa-se que as fugas, que estão em claro declínio, parassem por volta do fim-de-semana.

Bolhas de fuga ativa com diâmetro de "cerca de 30 metros" 

No lado sueco, a principal fuga afetou o Nord Stream 1, enquanto uma outra menor afetou o Nord Stream 2.

Esta última ainda estava ativa esta segunda-feira, disse a guarda costeira.

Durante um sobrevoo efetuado esta manhã por volta das 6h GMT, "a fuga maior já não era visível, mas a menor tinha aumentado novamente", com um diâmetro de bolhas no mar de "cerca de 30 metros".


EUA "prontos" a apoiar Europa em fugas nos gasodutos Nord Stream
Um instituto sísmico sueco anunciou hoje que a Suécia detetou duas explosões submarinas, “muito provavelmente devido a detonações”, perto dos locais onde foram detetadas fugas nos gasodutos.

Explosões submarinas equivalentes a "centenas de quilos" de TNT foram a causa das fugas descobertas nos gasodutos Nord Stream 1 e 2 em águas internacionais ao largo da ilha dinamarquesa de Bornholm, e "toda a informação disponível indica que estas explosões foram o resultado de um ato deliberado", disseram a Suécia e a Dinamarca num relatório oficial à ONU.

Suspeita de estar por detrás das fugas, a Rússia contra-atacou na quarta-feira, apontando o dedo aos Estados Unidos e assegurando a realização de uma reunião do Conselho de Segurança da ONU na sexta-feira.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.