Escolha as suas informações

Salários podem aumentar ainda este ano
Economia 03.08.2022
Indexação

Salários podem aumentar ainda este ano

Indexação

Salários podem aumentar ainda este ano

Economia 03.08.2022
Indexação

Salários podem aumentar ainda este ano

Diana ALVES
Diana ALVES
Previsão é do Statec. Governo e parceiros sociais deverão voltar a sentar-se à mesa das negociações.

São as mais recentes previsões económicas do Instituto Nacional de Estatística (Statec): há uma nova parcela da indexação salarial prevista para o quarto trimestre deste ano. Quer isto dizer que os salários deverão aumentar 2,5% e que o Governo e parceiros sociais deverão voltar a sentar-se à mesa das negociações, para mais uma reunião tripartida.

No seguimento do acordo tripartido de março – que não contou com o apoio da central sindical OGBL –, o Executivo decidiu adiar as próximas tranches da indexação salarial para abril de 2023, substituindo-as pelo chamado crédito fiscal de energia, que começou a cair na conta bancária dos trabalhadores no final de julho.


O sindicato alega que os trabalhadores, os reformados e as suas famílias perdem outros tantos milhões em poder de compra.
OGBL. "Adiar o 'index' foi dar uma prenda de 720 milhões às empresas"
O adiamento da parcela de julho da indexação salarial traduz-se numa poupança de 70 milhões por mês para as empresas. Por dia, poupam 2,2 milhões.

A medida gerou polémica e foi considerada pela OGBL e também por partidos como o Déi Lénk como uma ameaça ao mecanismo de adaptação dos ordenados à inflação, levando o Governo a recuar e a comprometer-se com uma nova reunião tripartida no caso de haver uma nova tranche do 'index'.

De acordo com uma curta nota enviada às redações, o Ministério de Estado lembra isso mesmo. "O acordo entre o Governo, a União das Empresas Luxemburguesas e as organizações sindicais LCGB e CGFP de 31 de março de 2022 estipula que o Governo se compromete a convocar uma nova reunião do Comité de Coordenação Tripartida "caso a situação económica e social venha a piorar ao longo do ano de 2023 ou caso uma tranche suplementar da indexação salarial seja acionada em 2022", pode ler-se no comunicado.


Indexação. Governo e parceiros sociais podem reunir-se antes do previsto
O diretor do Statec, Serge Alegrezza, não excluiu a hipótese de haver uma nova indexação ainda este ano.

A nota acrescenta ainda que, "neste contexto, foi pedido ao Statec que atualizasse as suas previsões para a primeira semana de setembro de 2022. Com base nesta evolução,uma próxima reunião do Comité de Coordenação tripartida poderá ser convocada". 

A mesma nota refere que a inflação deverá atingir os 6,6% este ano e os 5,3% em 2023, caso a guerra na Ucrânia perdure. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas