Escolha as suas informações

O que é o Swift? É assim que vão ser bloqueadas as fortunas russas no estrangeiro
Economia 2 min. 27.02.2022 Do nosso arquivo online
Guerra

O que é o Swift? É assim que vão ser bloqueadas as fortunas russas no estrangeiro

Guerra

O que é o Swift? É assim que vão ser bloqueadas as fortunas russas no estrangeiro

Economia 2 min. 27.02.2022 Do nosso arquivo online
Guerra

O que é o Swift? É assim que vão ser bloqueadas as fortunas russas no estrangeiro

Paula SANTOS FERREIRA
Paula SANTOS FERREIRA
UE, Eua, Canadá e Japão vão proibir bancos, incluindo o banco central russo, e oligarcas de acederem e movimentarem o seu dinheiro a nível internacional através do sistema interbancário Swift, impedindo assim o financiamento da guerra. Saiba o que é o Swift.

A União Europeia, os Estados Unidos e Canadá já estão coordenados no bloqueio do acesso de bancos e milionários russos à plataforma interbancária internacional Swift, de que tanto se fala nos últimos dias. Também o Japão se vai aliar a estes países ocidentais e banir os bancos russos do Swift, anunciou o primeiro-ministro, Fumio Kishida.     

Afinal, o que é o Swift? Através desta plataforma global é possível realizar transações interbancárias e partilhar outra informação entre inúmeros países. Ao proibir o acesso de bancos selecionados, entre eles o Banco Central Russo, a este sistema  torna-se impossível aos clientes destas instituições acederem às contas bancárias que possuem e realizarem quaisquer transações neste sistema de comunicações financeiras internacional.

A Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais, Swift, na sigla em inglês) engloba 11 mil bancos de 200 países e a sua sede é na vizina Bélgica, na cidade La Hulpe. 

A decisão do bloqueio ao Swfit foi anunciada sábado à noite após uma reunião entre os líderes da Comissão Europeia, França, Alemanha, Itália, Reino Unido, Canadá e Estados Unidos.

“Esta medida fará com que estes bancos sejam desconectados do sistema financeiro internacional, afetando a sua capacidade para operar a nível global”, escrevem os líderes num comunicado divulgado pela Comissão Europeia onde sublinham, uma vez mais, que estão com o “governo ucraniano e o povo ucraniano em seus esforços heroicos para resistir à invasão da Rússia”.

Na reunião ficou também decidido aplicar restrições adicionais para garantir que Banco Central russo não consiga aceder às suas reservas internacionais para financiar a invasão à Ucrânia, e assim diminuir o impacto das sanções do ocidente.


Luxemburgo proíbe aviões russos de sobrevoar o país
A informação foi dada pelo Ministro François Bausch e deve entrar em vigor este domingo. Na Ucrânia ainda que há 15 residentes do Grão-Ducado retidos.

Recusar pedidos de "vistos gold"

Também aos oligarcas russos e cidadãos mais ricos estes aliados adotaram medidas extra para precaver o contorno do bloqueio Swift.

E estas passam pela restrição de atribuição de “vistos gold” aos russos nos países ocidentais, sobretudo os fiéis a Putin. Sem acesso às contas no estrangeiro, estes milionários e oligarcas podem tentar tornar-se “cidadãos de nossos países” para assim “ter acesso a nossos sistemas financeiros”, avança o comunicado.

Para a semana será também criada uma “task force transatlântica” que terá como objetivo “assegurar a implementação efetiva de nossas sanções financeiras”, além de “identificar e congelar os ativos de indivíduos e empresas sancionados que existem em nossas jurisdições”. 


O Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky.
Zelensky pede coragem à Alemanha e à Hungria para expulsar Rússia do SWIFT
Sem este mecanismo que permite transferir dinheiro para todo o mundo, Putin terá sérios problemas em financiar a guerra.

Os líderes sublinham ainda que “sanções e restrições financeiras adicionais podem vir a ser aplicadas contra funcionários e elites russas, próximas do governo russo, bem como às suas famílias”.

“Estamos com o povo ucraniano nesta hora negra” e prontos a tomar mais medidas”, declaram os líderes europeus, dos EUA e Canadá.

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A medida foi aprovada esta quarta-feira e tomada em coordenação com parceiros internacionais. Para já, exclui sete bancos russos do sistema internacional de troca de informação financeira SWIFT.