Escolha as suas informações

Salários deveriam ser indexados hoje. Déi Lénk sai à rua em protesto
Economia 01.07.2022
Luxemburgo

Salários deveriam ser indexados hoje. Déi Lénk sai à rua em protesto

Luxemburgo

Salários deveriam ser indexados hoje. Déi Lénk sai à rua em protesto

Economia 01.07.2022
Luxemburgo

Salários deveriam ser indexados hoje. Déi Lénk sai à rua em protesto

Diana ALVES
Diana ALVES
Governo decidiu adiar a próxima tranche da indexação salarial para abril de 2023.

Se tudo estivesse a correr como previsto, a próxima tranche da indexação salarial seria acionada hoje, dia 1 de julho. Mas, como o Governo decidiu adiá-la para abril de 2023, o partido da oposição Déi Lénk vai sair à rua em protesto.


Abono família aumenta este mês. Saiba quanto
Apesar de os salários não serem indexados à inflação em julho, o abono de família vai aumentar.

A manifestação tem início marcado para as 13h, em frente à sede da União das Empresas Luxemburguesas (UEL), em Kirchberg.

Numa curta nota enviada às redações, o Déi Lénk diz que convocou este piquete de protesto para mostrar a sua “resistência à manipulação do ‘index’”.

Recorde-se que o Parlamento aprovou em junho um projeto de lei que estipula o adiamento da próxima tranche da indexação salarial, que será “substituída” pelo chamado crédito fiscal de energia.


Sem a indexação quase metade dos trabalhadores perde poder de compra
Projeto de lei para o adiamento da indexação prevista para julho vai a votos esta quarta-feira na Câmara dos Deputados.

Medidas do Governo

Estas mexidas fazem parte do pacote de medidas do Governo para fazer face ao aumento dos preços dos combustíveis. No entanto, várias organizações e sindicatos não concordam com a decisão do Executivo por considerarem que muitos consumidores saem a perder.

Segundo os cálculos do Instituto Nacional de Estatística (Statec), com base nos níveis de inflação, a próxima tranche da indexação salarial seria então acionada neste mês de julho.

Em vez disso, os trabalhadores receberão o crédito fiscal de energia (crédit d’impôt d’energie (CIE), em francês). Uma ajuda que varia entre os 76 e os 84 euros, consoante os salários, e que cairá na conta bancária dos trabalhadores no final do mês, sem que para isso tenham de fazer qualquer pedido.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas