Escolha as suas informações

Salário anual na área financeira ronda os 100 mil euros. Na construção os 43 mil
Economia 11.09.2020

Salário anual na área financeira ronda os 100 mil euros. Na construção os 43 mil

Salário anual na área financeira ronda os 100 mil euros. Na construção os 43 mil

Foto: DR
Economia 11.09.2020

Salário anual na área financeira ronda os 100 mil euros. Na construção os 43 mil

Diana ALVES
Diana ALVES
Em causa estão valores brutos. A média do Statec inclui também todos os suplementos, subsídios e prémios pagos ao longo do ano.

Cem mil euros brutos. É quando ganha, em média, por ano, um trabalhador da área financeira e seguros no Luxemburgo. Já no setor da construção, o valor desce para os 42 mil euros brutos.Segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (Statec), sobre os salários, um salário anual médio no país, tendo em conta todas as profissões, é de 65.801 euros.

O gráfico do Statec sobre a massa salarial coloca as atividades financeiras e das seguradoras no topo, com uma média anual de 99.250 euros. Em segundo lugar, aparece a área do ensino, onde o ordenado médio desce – embora pouco – para os 98.835 euros. 

O ramo das atividades especializadas, científicas e técnicas completa o pódio, com uma média anual de 88.721 euros.No fundo da tabela, aparece a Horesca. Os trabalhadores de hotéis, restaurantes e cafés são aqueles com o rendimento anual médio mais baixo entre todas as profissões tidas em conta. Por ano, encaixam 33.796 euros. 


Horesca, turismo e eventos na origem de 43,5% dos pedidos de desemprego parcial
Cerca de 43,5% das empresas que vão beneficiar do regime de desemprego parcial no mês de setembro pertencem aos setores da Horesca, turismo e organização de eventos.

O gabinete nacional da estatística destaca que o salário médio anual na área financeira é três vezes superior ao da Horesca. Já o setor da construção aparece também na metade inferior da tabela, com 42.750 euros. Note-se que em causa estão os valores brutos, antes dos descontos, e incluem todos os suplementos, subsídios e prémios pagos ao longo do ano. 

Além disso, os montantes correspondem aos salários médios, isto é, à média de todos os salários de cada setor, o que explica que um trabalhador da construção, por exemplo, possa na realidade ganhar mais ou menos do que 42 mil euros brutos por ano.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas