Escolha as suas informações

Ryanair vai passar a cobrar até a bagagem de mão

Ryanair vai passar a cobrar até a bagagem de mão

Foto:AFP
Economia 24.08.2018

Ryanair vai passar a cobrar até a bagagem de mão

A companhia justifica mais esta forma de ficar com o dinheiro dos passageiros em função dos atrasos provocados pelo excesso de bagagem de mão dos passageiros.

De acordo com a agência Reuters, a partir de novembro a Ryanair tem novas regras que estipulam que os passageiros apenas podem transportar "uma pequena bolsa pessoal", que têm de colocar debaixo do banco.

Caso os passageiros queiram levar uma mala até 10 quilos. Vão deixar de as poder transportar da maneira habitual e gratuita nas bagageiras por cima dos bancos.  Podem colocar a bagagem num armário a bordo do avião e têm de pagar entre seis a oito euros, mas caso seja transportada no porão, têm de gastar entre oito e 10 euros.

Anteriormente, todos os clientes não prioritários podiam levar uma bagagem de mão e uma mala a bordo sem custo adicional. No entanto, as malas tinham que ser marcadas à porta do avião para depois serem transportadas no porão, uma logística que a empresa diz estar na origem de vários atrasos.

A nova política de gestão de bagagem será aplicada a todas as viagens posteriores a 1 de novembro, de acordo com a Ryanair, que sublinha que o serviço prioritário tem um limite de 95 passageiros por voo.

A companhia aérea justifica a decisão com os atrasos causados pelo excesso de bagagem de mão. A Ryanair garante que não está à espera de obter receita adicional, porque com esta medida irá permitir, alegadamente, bagagens de maiores dimensões a bordo.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.