Escolha as suas informações

RTL Bélgica está à procura de comprador
Economia 24.03.2021

RTL Bélgica está à procura de comprador

Lokales, Coronavirus, Covid-19, RTL Group, Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort

RTL Bélgica está à procura de comprador

Lokales, Coronavirus, Covid-19, RTL Group, Foto: Chris Karaba/Luxemburger Wort
Chris Karaba
Economia 24.03.2021

RTL Bélgica está à procura de comprador

A filial belga da RTL está prestes a mudar de mãos.

O Grupo RTL voltou ao mercado e está disposto a abdicar do controlo absoluto da filial belga, avaliada em cerca de 300 milhões de euros. A notícia está a ser avançada pelo jornal económico L'Echo, segundo o qual a decisão se prende essencialmente com o declínio do mercado publicitário em 2020. 

Afetada pela pandemia, a RTL belga viu o volume de negócios recuar 14% para 159 milhões de euros e o seu excedente bruto de exploração caiu mais de metade para 16 milhões. Embora, comercialmente, os canais de televisão do grupo de Kirchberg (RTL-TVi, Club RTL, Plug RTL) tenham mantido uma quota de mercado combinada de 36,1%, em comparação com 34,5% em 2019, a decisão é abdicar do controlo para encaixar um fundo de maneio milionário. 

Quando questionada sobre o processo, a RTL Bélgica não quis comentar. Em meados de março, o CEO Thomas Rabe  salientou que isto se aplicava ao caso M6 "bem como a todos os outros países europeus". Explicou que o objectivo é transformar a RTL num grupo europeu de rádio e televisão num campeão dos media na Alemanha, com atividades em streaming, televisão e, através da sua empresa mãe Bertelsmann, ligações no mundo editorial e musical. 

Entre os potenciais novos proprietários estão o grupo de televisão flamengo SBS (propriedade da Telenet), o DPG Media (proprietário da VTM) e ainda o Rossel (Le Soir, Sudpresse,...). Outro possível candidato é a TF1, que já tem uma base de apoio no mercado belga. De resto, como escreve o L'Echo, a agência de publicidade da RTL Bélgica, já trabalha há vários anos para o grupo de propriedade de Bouygues. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas