Escolha as suas informações

Reunião: BCE mantém inalterada política de estímulos
Economia 21.04.2016

Reunião: BCE mantém inalterada política de estímulos

O presidente o Banco Central Europeu, Mario Draghi, espera para ver o impacto que as medidas anunciadas em Março terão na eocnomia

Reunião: BCE mantém inalterada política de estímulos

O presidente o Banco Central Europeu, Mario Draghi, espera para ver o impacto que as medidas anunciadas em Março terão na eocnomia
Foto: Reuters
Economia 21.04.2016

Reunião: BCE mantém inalterada política de estímulos

O Banco Central Europeu manteve inalterada a política de estímulos lançada em Março. O presidente daquele organismo, Mario Draghi, espera para ver o impacto que as medidas adoptadas terão nos próximos meses.

O Banco Central Europeu manteve inalterada a política de estímulos lançada em Março. O presidente daquele organismo, Mario Draghi, espera para ver o impacto que as medidas adoptadas terão nos próximos meses.

Desta forma, a taxa de juro central manteve-se nos 0%, o que significa que o BCE continua a emprestar dinheiro à banca sem retorno. Por outro lado, a taxa de juro dos depósitos manteve nos -0,4%, para desincentivar os bancos a ter o dinheiro armazenado no BCE e incentivá-los a fazer circular os capitais por empresas e famílias.

Além disso, manteve-se o programa de compra de dívida privada e de dívida pública nos 80 mil milhões de euros.

O banco central explicou que “o objectivo agora é implementar as medidas decididas no mês passado”. A manutenção das políticas já era espera pelos analistas.

O BCE enfrenta o abrandamento económico mundial e a incerteza política ao mesmo tempo que tenta aumentar o consumo, o investimento, e a inflação na zona euro. Draghi sinalizou em Março que poderão ser tomadas mais medidas se estas forem necessárias.


Notícias relacionadas

Zona euro: BCE mantém juros inalterados
O Banco Central Europeu (BCE) manteve hoje as taxas de juro inalteradas bem como o programa de ativos. A decisão anunciada pelo presidente da instituição, Mario Draghi, já era esperada pelos analistas.
O presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, manteve o programa de estímulos à economia da zona euro.