Escolha as suas informações

Receitas da Meo em 2016 recuam 1,5% para 2.312 milhões de euros
Economia 08.03.2017 Do nosso arquivo online
Telecomunicações

Receitas da Meo em 2016 recuam 1,5% para 2.312 milhões de euros

O presidente do Conselho de Administração e presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves.
Telecomunicações

Receitas da Meo em 2016 recuam 1,5% para 2.312 milhões de euros

O presidente do Conselho de Administração e presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves.
Economia 08.03.2017 Do nosso arquivo online
Telecomunicações

Receitas da Meo em 2016 recuam 1,5% para 2.312 milhões de euros

As receitas da PT Portugal/Meo recuaram 1,5% em 2016, face ao ano anterior, para 2.312 milhões de euros, enquanto no quarto trimestre subiram 0,5% para 580 milhões de euros, anunciou hoje a Altice.

As receitas da PT Portugal/Meo recuaram 1,5% em 2016, face ao ano anterior, para 2.312 milhões de euros, enquanto no quarto trimestre subiram 0,5% para 580 milhões de euros, anunciou hoje a Altice.

Embora as receitas anuais da operadora de telecomunicações tenham caído no ano passado, a queda foi menor do que a de 2015, quando recuaram 7,3%. Excluindo o impacto regulatório, nomeadamente a descida das terminações móveis, a receita diminuiu 0,5% em termos anuais.

O resultado antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (EBITDA) cresceu 12,5% para 1.089 milhões de euros.

No ano passado, o investimento (CAPEX ajustado) cresceu 20,5% para 399 milhões de euros, fruto da aposta na expansão da rede de fibra ótica e na requalificação da rede móvel.

No quarto trimestre, as receitas da PT Portugal subiram 0,5% para 580 milhões de euros, suportado numa melhoria sustentada de todos os segmentos de negócio e invertendo a tendência que se verificava há 32 trimestres.

Excluindo o impacto regulatório, nomeadamente a descida das terminações móveis, a receita cresceu 1,3% nos últimos três meses do ano.

No período, o EBITDA subiu 7,85 para 265 milhões de euros.

A Meo conta com um total de 478 mil clientes de fibra, tendo três milhões de casas e empresas passadas no final de 2016.

De acordo com o 'chairman' (presidente do Conselho de Administração) e presidente executivo da PT Portugal, Paulo Neves, "2016 foi um ano de consolidação para o grupo Altice, que se afirma hoje como uma multinacional líder, convergente em telecomunicações e media".

"Os resultados que hoje apresentamos em Portugal, a par do que se verificou em França e o forte desempenho nos EUA, mostram uma clara inversão na tendência de queda de receitas que se verificava há 32 meses e são a prova de que, em menos de dois anos, a estratégia adotada pela Altice permitiu à PT retomar o caminho do crescimento", acrescentou, citado em comunicado.

Também o presidente executivo da Altice, Michel Combes, tinha sublinhado o desempenho das receitas da PT Portugal. "Portugal regressou ao crescimento das receitas pela primeira vez em muitos anos", destacou.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A easyJet ultrapassou em 400 mil a meta de cinco milhões de passageiros transportados de e para Portugal em 2016, que terminou em 30 de setembro, um aumento de 19% face ao período homólogo, disse o diretor comercial em Portugal.
O volume de negócios da Easyjet caiu 2,6% para os 1,4 mil milhões de euros