Escolha as suas informações

Rádio Latina regista novo recorde de audiências
Economia 13.09.2018 Do nosso arquivo online

Rádio Latina regista novo recorde de audiências

Rádio Latina regista novo recorde de audiências

Foto: Gerry Huberty
Economia 13.09.2018 Do nosso arquivo online

Rádio Latina regista novo recorde de audiências

A Rádio Latina consolidou a sua liderança junto da população portuguesa aumentando para mais do dobro a distância em relação à segunda rádio mais ouvida, registando uma Audiência Acumulada de Véspera (principal indicador do mercado de rádio) de 36%.

No indicador de audiência semanal, a percentagem de ouvintes sobe para 65% (51.480 pessoas), a melhor performance de sempre registada pela rádio. Este crescimento estende-se também ao segmento mais jovem, com 56% dos portugueses com idades compreendidas entre os 15 e os 34 anos a ouvirem semanalmente a Rádio Latina. Um aumento que se reflete no nível de escolaridade dos ouvintes, com uma taxa de audiência de 49% junto do segmento com formação superior.

Contacto também em alta

O Contacto, com 71% (56,232 leitores) de audiência total e uma média de 41% (32,432) de leitores por semana, não só é o jornal mais lido pelos portugueses, mas é também o jornal semanário com a maior audiência do país. Analisados em conjunto, Rádio Latina e Contacto chegam a três quartos (76%) da população portuguesa. A mesma sondagem sublinha ainda que incluindo a restante população lusófona residente no país, as audiências aumentam 27,3% em relação aos resultados obtidos no universo dos residentes exclusivamente de nacionalidade portuguesa. 


Notícias relacionadas

De acordo com última sondagem de audiências Quest, o Contacto é o jornal semanário mais lido no Luxemburgo, aumentando a distância para os principais concorrentes.
Redação Contacto / Radio Latina
Publicados no âmbito do 10 de junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, os dados do gabinete luxemburguês de estatísticas (Statec) revelam que sete em cada 10 portugueses residentes no Grão-Ducado nasceram em Portugal (69,4%).