Escolha as suas informações

Proposta para tornar contribuintes em investidores discutida no Parlamento
Economia 26.09.2022
PME

Proposta para tornar contribuintes em investidores discutida no Parlamento

PME

Proposta para tornar contribuintes em investidores discutida no Parlamento

Shutterstock
Economia 26.09.2022
PME

Proposta para tornar contribuintes em investidores discutida no Parlamento

Redação
Redação
O projeto de lei do CSV prevê que certas PME possam ser financeiramente apoiadas por contribuintes residentes que, em troca, beneficiarão de uma dedução fiscal.

O projeto de lei 8047 do CSV, que visa incentivar os contribuintes residentes a investir em pequenas e médias empresas (PME) sustentáveis e digitais foi discutido esta segunda-feira na Comissão das Finanças. 


Empresas europeias enfrentam crescente falta de trabalhadores
França e Espanha entre os países mais afetados. Na Áustria, há um recorde histórico de vagas de emprego.

O texto prevê que essas PME possam ser financeiramente apoiadas por contribuintes residentes que, em troca, poderão beneficiar de uma dedução fiscal de um máximo de 5.000 euros por ano e por contribuinte, de acordo com o documento, refere a informação disponibilizada no site da Câmara dos Deputados.

Laurent Mosar, deputado do CSV, salientou que os incentivos fiscais que constam da proposta são destinados à economia real e não ao setor imobiliário. Contudo, a maioria dos parlamentares quer ter mais informações sobre a aplicação concreta da medida e sobre as empresas elegíveis para investimentos, assim como garantias para evitar que haja fraudes. 


CLC diz que redução do IVA será pouco percetível para os consumidores
A medida, que tem como objetivo travar a progressão da inflação no Grão-Ducado, é vista como insuficiente pela Confederação Luxemburguesa do Comércio.

Em resposta a algumas das dúvidas colocadas pelos deputados, o CSV referiu-se ao trabalho de organismos de supervisão, como a Commission de Surveillance du Secteur Financier (CSSF), e lembrou que os bancos que oferecem os produtos devem, por seu lado, informar as partes interessadas de forma transparente sobre as modalidades de investimento e a situação das empresas. 

Depois da discussão na Comissão das Finanças o projeto de lei será agora submetido ao Conselho de Estado, que dará o seu parecer. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.