Escolha as suas informações

Produção industrial alemã sofre a maior queda anual em dez anos
Economia 07.08.2019

Produção industrial alemã sofre a maior queda anual em dez anos

Produção industrial alemã sofre a maior queda anual em dez anos

Foto: AFP
Economia 07.08.2019

Produção industrial alemã sofre a maior queda anual em dez anos

O Bundesbank prevê uma contração da economia no segundo trimestre do ano e a diminuição da confiança de empresas e investidores está a alimentar a expectativa de uma recessão na Alemanha, a maior economia da zona euro.

A produção industrial na Alemanha caiu 5,2% em junho, face ao mesmo período do ano passado. Esta é a maior queda anual em dez anos. A última vez que a Alemanha teve uma queda tão significativa foi no final de 2009, quando o país estava a tentar recuperar da crise financeira.

A descida mostra o impacto do abrandamento das trocas comerciais mundiais na maior economia da União Europeia (UE). A guerra comercial entre os Estados Unidos e a China está cada vez mais agressiva, com consequências para a Alemanha e para os restantes 18 países da moeda única.

A incerteza comercial e o abrandamento económico têm afetado as fábricas alemãs e já levaram a Daimler e a Continental a reverem em baixa as suas perspetivas de lucro. A quebra na produção começa a afetar o emprego, com as empresas a anunciarem uma redução dos postos de trabalho e o desemprego começa a aumentar.

Os dados hoje divulgados surgem na sequência de um relatório publicado na terça-feira que dava conta de um aumento nas encomendas à indústria em junho, mas as autoridades afirmam que ainda é cedo para considerar esta subida como um ponto de viragem na tendência.

O Bundesbank prevê uma contração da economia alemã no segundo trimestre do ano e a diminuição da confiança de empresas e investidores está a alimentar a expectativa de uma recessão na Alemanha.

Segundo os economistas ouvidos pela agência Bloomberg, se a fraqueza industrial persistir, existe o risco de contágio ao setor dos serviços, o que pode causar um abrandamento ainda mais acentuado da economia alemã.


Notícias relacionadas