Escolha as suas informações

Presidência do Eurogrupo: Centeno versus Gramegna?
Economia 07.11.2017 Do nosso arquivo online

Presidência do Eurogrupo: Centeno versus Gramegna?

Presidência do Eurogrupo: Centeno versus Gramegna?

Foto: Pierre Matgé
Economia 07.11.2017 Do nosso arquivo online

Presidência do Eurogrupo: Centeno versus Gramegna?

O nome do futuro presidente do Eurogrupo é ainda uma incógnita, mas há já nomes a circular como prováveis candidatos. Um dos mais falados é do ministro das Finanças português, Mário Centeno. Mas o jornal Financial Times avança outro nome que se perfila como um sério concorrente: o do ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna.

O nome do futuro presidente do Eurogrupo é ainda uma incógnita, mas há já nomes a circular como prováveis candidatos. Um dos mais falados é do ministro das Finanças português, Mário Centeno. Mas o jornal Financial Times avança outro nome que se perfila como um sério concorrente: o do ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna.

A favor do titular da pasta das Finanças do Grão-Ducado está o facto de agradar a países como a Alemanha. Contra está mesmo o facto de vir do Luxemburgo, um país pequeno que já tem o seu ex-primeiro-ministro, Jean-Claude Juncker, a liderar a Comissão europeia.

Por sua vez, a favor de Centeno está o facto de vir de um país do sul da Europa, e de ser da ala socialista. Espanha já veio dizer que apoiará uma eventual candidatura de Mário Centeno se o ministro das Finanças português decidir concorrer ao cargo de presidente do Eurogrupo. A garantia foi dada pelo ministro da Economia espanhol, Luis de Guindos, numa conferência de imprensa à margem de uma reunião de ministros das Finanças da União Europeia (Ecofin). O holandês Jeroen Dijsselbloem vai sair da presidência do Eurogrupo após dois mandatos.

Os candidatos devem apresentar-se formalmente até ao final de novembro, para que as eleições ocorram em dezembro.


Notícias relacionadas

O ministro das Finanças português, Mário Centeno, assume hoje a liderança do Eurogrupo numa cerimónia na embaixada de Portugal em Paris, decorrendo no dia 22 a primeira reunião daquele fórum sob a sua presidência.
Mário Centeno sucede a Jeroen Dijsselbloem, à direita.
Segundo Ministro do Luxemburgo
O ministro da Finanças do Luxemburgo, Pierre Gramegna, considerou hoje que não foram "as competências e as qualidades dos candidatos", antes os partidos políticos que ditaram a votação para o Eurogrupo.
Candidates for the Eurogroup presidency, (L-R) Slovakia's Finance Minister Peter Kazimir, Luxembourg's Finance Minister Pierre Gramegna, Latvia's Finance Minister Dana Reizniece-Ozola and Portugal Finance Minister Mario Centeno, pose prior to a Eurogroup meeting on December 4, 2017 at the European Council in Brussels.
Four European finance ministers have put forward their candidacy to become president of the Eurogroup, aiming to replace current president Jeroen Dijsselbloem.  / AFP PHOTO / EMMANUEL DUNAND
O secretário-geral do PS afirmou hoje que o ministro das Finanças, Mário Centeno, é o candidato oficial do Partido Socialista Europeu (PSE) ao cargo de presidente do Eurogrupo, tendo apoios da Grécia e Alemanha, entre outros países.
O ministro das Finanças luxemburguês, Pierre Gramegna, vai candidatar-se à presidência do Eurogrupo, concorrendo assim contra o homólogo português, Mário Centeno. Na corrida estão mais dois ministros: a letã Dana Reizniece-Ozola e o eslovaco Peter Kazimir. Segunda-feira será feita a eleição.
Com o holandês Jeoren Dijsselbloem de saída do Eurogrupo, está aberta a corrida ao lugar da presidência deste organismo europeu. Saiba quem são os nomes mais falados, e quais são os seus pontos fortes e fracos.