Escolha as suas informações

Preços das casas no Luxemburgo disparam 81% desde 2007
Economia 16.01.2020 Do nosso arquivo online

Preços das casas no Luxemburgo disparam 81% desde 2007

Preços das casas no Luxemburgo disparam 81% desde 2007

Economia 16.01.2020 Do nosso arquivo online

Preços das casas no Luxemburgo disparam 81% desde 2007

O valor do Luxemburgo é mais de quatro vezes superior à média da União Europeia.

O Luxemburgo é o segundo país da União Europeia (UE), onde o preço das casas mais subiu entre 2007 e o terceiro trimestre de 2019. O aumento impressiona, uma vez que as casas ficaram 81% mais caras. Uma subida mais expressiva só mesmo na Áustria, com um crescimento de 86%, de acordo com os dados divulgados hoje pelo Eurostat.

O valor do Luxemburgo é mais de quatro vezes superior à média da União Europeia. No período analisado, os compradores europeus adquiriram no terceiro trimestre de 2019 casas 19% mais caras do que em 2007. Houve subidas em 22 Estados-membros, entre os quais, Portugal, com uma subida próxima dos 40%, mas houve países onde se verificou um recuo dos valores. Foi o caso da Grécia, com uma descida de 40%, a Roménia, com uma queda de 27% e da Irlanda, onde os preços deslizaram quase 17%.

Analisando apenas o terceiro trimestre do ano passado, o Grão-Ducado também surge no pódio dos campeões das maiores subidas: obtém o terceiro lugar, com um aumento de 11,3%. Portugal vem logo a subir, com um incremento de 10,3%.


Habitação. Se no Luxemburgo a situação é assustadora, em Lisboa é de loucos
A especulação imobiliária atinge de forma muito particular a capital do Luxemburgo e Lisboa, obrigando os residentes a malabarismos para pagar a casa. Mesmo assim, a situação é mais "dramática" na capital portuguesa.

O gabinete de estatísticas da Comissão Europeia analisou também os preços das rendas. Apesar de, em valor absoluto, os valores praticados no Grão-Ducado serem muito elevados, a subida nem foi das mais significativas quando comparada com outros Estados-membros. As rendas aumentaram pouco mais de 20%, uma percentagem bem distante do aumento verificado na Lituânia, onde os montantes pedidos pelos senhorios mais do que duplicaram. Em Portugal, as rendas também cresceram a um ritmo superior do que no Luxemburgo, cerca de 30% entre 2007 até setembro do ano passado.

P.C.S.


Notícias relacionadas

Carne no Luxemburgo é das mais caras da UE
Seja carne de vaca, de porco, frango ou cordeiro. Comprar carne no Luxemburgo implica gastar mais do que em praticamente todos os países da União Europeia (UE), revela um estudo do Eurostat.