Escolha as suas informações

Parlamento Europeu aprova Comissão Europeia de Von der Leyen
Economia 27.11.2019

Parlamento Europeu aprova Comissão Europeia de Von der Leyen

Parlamento Europeu aprova Comissão Europeia de Von der Leyen

Foto: AFP
Economia 27.11.2019

Parlamento Europeu aprova Comissão Europeia de Von der Leyen

A Comissão Von der Leyen, que sucede à Comissão Juncker, iniciará assim no primeiro dia de dezembro um mandato de cinco anos.

O Parlamento Europeu aprovou hoje, em Estrasburgo, o colégio da nova Comissão Europeia liderado por Ursula Von der Leyen, que iniciará assim funções no próximo domingo, 1 de dezembro.

O novo executivo comunitário, no qual o comissário designado pelo Luxemburgo, Nicolas Schmit, será responsável pela pasta do Trabalho, Emprego e Imigração, foi aprovado pelos eurodeputados com 461 votos a favor, 157 contra e 89 abstenções, num total de 707 votos expressos.

A Comissão Von der Leyen, que sucede à Comissão Juncker, iniciará assim no primeiro dia de dezembro um mandato de cinco anos, com um mês de atraso relativamente à data inicialmente prevista, que se deveu à rejeição de três comissários (de França, Hungria e Roménia) pela assembleia, no quadro do processo de audições aos comissários designados.

Esta é a primeira Comissão Europeia liderada por uma mulher, tendo Von der Leyen quase assegurado a paridade de género que pretendia para o executivo, que é assim constituído por 12 comissárias do sexo feminino e 15 comissários do sexo masculino.

O colégio da Comissão é constituído, pelo menos para já, por 26 comissários, além da presidente Von der Leyen, já que o Reino Unido, apesar de ainda pertencer à União Europeia, face à nova extensão do ‘Brexit’, rejeitou designar um comissário antes das eleições gerais agendadas para 12 de dezembro.

No quadro do novo ciclo institucional resultante das eleições europeias de maio passado, além da nova Comissão Europeia, em 1 de dezembro também iniciarão funções o novo presidente do Conselho Europeu, o belga Charles Michel, e o novo Alto Representante da UE para a Política Externa, o espanhol Josep Borrell, que sucedem respetivamente ao polaco Donald Tusk e à italiana Federica Mogherini.

Já em funções desde julho está o novo presidente do Parlamento Europeu, o italiano David Sassoli, que sucedeu ao seu compatriota Antonio Tajani.

Lusa/Contacto


Notícias relacionadas