Escolha as suas informações

Pandemia e crise fazem disparar ouro para máximo histórico
Economia 27.07.2020

Pandemia e crise fazem disparar ouro para máximo histórico

Pandemia e crise fazem disparar ouro para máximo histórico

Foto: Armin Weigel/dpa
Economia 27.07.2020

Pandemia e crise fazem disparar ouro para máximo histórico

Com o dólar a cair e os mercados a reagir com incerteza à pandemia, os investidores preferem apostar em ativos mais seguros como os metais preciosos.

O aumento do número de casos de coronavírus no mundo e os receios de uma nova vaga contribuíram para a queda dos principais índices bolsistas e dos valores globais. Por outro lado, os tradicionais portos seguros dos investidores, como os metais preciosos, vão ganhando terreno.

De acordo com a Bloomberg, os futuros do ouro chegaram a 1965 dólares esta madrugada, tendo entretanto a cotação baixado ligeiramente para 1957 dólares por onça, embora os analistas admitam que o preço do ouro poderá ainda caminhar rumo aos 2000 dólares, cita o Expresso.

A subida do preço do ouro pode ser explicada não só pelo seu estatuto de porto seguro para os investidores que tendem a ter ativos mais estáveis durante a pandemia, mas também por fatores geopolíticos, como o aumento das tensões entre os Estados Unidos e a China que geram cautela nos mercados bolsistas, e outros, tais como o enfraquecimento do dólar norte-americano ou medidas dos governos e bancos centrais em todo o mundo para impulsionar as economias.

Além da valorização do ouro, que está estava na manhã desta segunda-feira a valorizar 1,7% e que no último mês acumula uma valorização em torno de 10%, também a prata está em alta, alcançando esta segunda-feira uma subida de cotação na casa dos 6%, segundo os dados da Bloomberg.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas