Escolha as suas informações

Pandemia ajuda a disparar receitas da empresa de videoconferências Zoom
Economia 01.09.2020 Do nosso arquivo online

Pandemia ajuda a disparar receitas da empresa de videoconferências Zoom

Pandemia ajuda a disparar receitas da empresa de videoconferências Zoom

Foto: Andre M. Chang/ZUMA Wire/dpa
Economia 01.09.2020 Do nosso arquivo online

Pandemia ajuda a disparar receitas da empresa de videoconferências Zoom

Lusa
Lusa
As receitas da empresa norte-americana Zoom têm crescido exponencialmente durante a pandemia da covid-19, sendo cada vez maior o número de utilizadores pagantes que recorrem a esta ferramenta para realizar as suas reuniões virtuais.

Segundo a agência AP, a Zoom divulgou na segunda-feira que o número de clientes pagantes permitiu-lhe quadruplicar a sua receita durante o período de maio a julho para os 555,6 milhões de euros.

A empresa norte-americana, sediada no Estado da Califórnia, fechou o segundo trimestre com 370.200 clientes, com pelos menos 10 trabalhadores, o que representa um ganho de 105.000 clientes no final de abril.

Há um ano a Zoom tinha apenas 66.300 clientes com pelo menos 10 trabalhadores pagantes. Esse aumento de clientes fez com que a empresa ganhasse quase 155 milhões de euros durante o último trimestre, quando o ano passado, durante o mesmo período, esse valor foi de 4,6 milhões de euros.

"As organizações estão a mudar a forma como abordam as necessidades imediatas dos seus negócios, de trabalhar em qualquer lado, aprender em qualquer lado e conectar-se em qualquer lado", justificou o diretor executivo da Zoom, Eric Yuan.

Depois de já ter aumentado cinco vezes este ano, o preço das ações da Zoom está prestes a subir para níveis mais elevados, segundo o seu relatório trimestral. O aumento das receitas da empresa acontece quando o mundo vive uma situação pandémica, que obrigou em março deste ano ao encerramento de grande parte da economia, nomeadamente empresas e escolas.

Esse encerramento levou a que milhões de trabalhadores e estudantes recorressem a serviços de videoconferência como o Zoom, que se tornou um dos mais populares.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas