Escolha as suas informações

Pós-Brexit: Tokio Marine troca Londres pelo Luxemburgo

Pós-Brexit: Tokio Marine troca Londres pelo Luxemburgo

Foto: Guy Wolff
Economia 07.09.2017

Pós-Brexit: Tokio Marine troca Londres pelo Luxemburgo

A seguradora japonesa Tokio Marine instalar-se no Luxemburgo, deixando Londres na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia (UE), anunciou quarta-feira o grupo nipónico.

A seguradora japonesa Tokio Marine instalar-se no Luxemburgo, deixando Londres na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia (UE), anunciou quarta-feira o grupo nipónico.

De acordo com a Luxembourg for Finance, a Tokio Marine será a sétima seguradora a optar pelo grão-ducado como substituto de Londres.

AIG, FM Global, CNA Hardy, Hiscox, RSA e Liberty Mutual são algumas das multinacionais que manifestaram a intenção ou confirmaram a sua implantação no Grão-Ducado do Luxemburgo depois do Brexit.

A localização geográfica do país, a sua praça financeira e o facto de o país ter um regulador do setor “robusto” e “experiente” são alguns dos fatores que terão pesado na decisão do grupo japonês.

A Tokio Marine deverá começar a operar a partir do Luxemburgo no primeiro semestre de 2018.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

‘Brexit’: Seguradora japonesa Aioi no Luxemburgo
É a oitava seguradora internacional a optar pelo Luxemburgo para instalar a sua sede europeia na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia (UE). A multinacional deverá chegar ao Grão-Ducado já no início de 2018.
Brexit: Banco Julius Baer troca Londres pelo Luxemburgo
O banco privado suíço Julius Baer vai instalar o seu centro europeu no Luxemburgo, na sequência da saída do Reino Unido da União Europeia (UE). A decisão foi anunciada pelo diretor-executivo do grupo suíço em entrevista à Bloomberg.
Chief Executive Boris Collardi of Swiss private bank Julius Baer.
Pierre Gramegna: Luxemburgo é "escolha natural" para empresas do pós-Brexit
O Luxemburgo está a tornar-se num sério concorrente na competição que está a surgir em muitos países europeus para atrair empresas, depois de o Reino Unido abandonar a União Europeia. De facto, houve já algumas empresas a revelarem interesse pelo país. Ministro das Finanças afirma que o Luxemburgo é "uma escolha natural".
O ministro das Finanças, Pierre Gramegna, deslocou-se a Singapura numa missão económica.