Escolha as suas informações

Orçamento da Saúde. Menos 87 milhões para as despesas com a pandemia
Economia 2 min. 15.11.2022
2023

Orçamento da Saúde. Menos 87 milhões para as despesas com a pandemia

2023

Orçamento da Saúde. Menos 87 milhões para as despesas com a pandemia

Foto: Anouk Antony
Economia 2 min. 15.11.2022
2023

Orçamento da Saúde. Menos 87 milhões para as despesas com a pandemia

Redação
Redação
Orçamento da Saúde será de 343 milhões de euros em 2023. Compensação do serviço de permanência dos médicos e combate à toxicodependência estão entre as áreas prioritárias.

O governo destinou 343 milhões de euros para a Saúde, o equivalente a 1,31% do total do Orçamento do Estado para 2023, e as áreas prioritárias em que o montante será investido foram apresentadas, esta terça-feira, no Parlamento, pela ministra Paulette Lenert.


A ministra da Saúde, Paulette Lenert.
Falta de médicos. Acordo no serviço de permanência dos hospitais está para breve
As indemnizações deverão contribuir para reforçar a atratividade da medicina hospitalar, defende Paulette Lenert . Seis cardiologistas do CHdN apresentaram demissão em setembro.

Do pacote financeiro reservado ao Ministério da Saúde para o próximo ano, 25 milhões são atribuídos à compensação do serviço de permanência dos médicos nos hospitais e instituições especializadas, que foi incorporado no orçamento de 2023. 

Segundo adiantou Paulette Lenert, na reunião do Comité de Saúde, da Câmara dos Deputados, este valor poderá ainda vir a ser revisto e aumentado, dependendo do acordo que for alcançado entre os hospitais e o governo. Estes custos serão agora diretamente incluídos no orçamento do Ministério da Saúde e não no do Fundo Nacional de Saúde, explicou a ministra. 


A Kannerklinik criou uma célula de crise para dar resposta ao forte aumento de internamento de crianças com bronquiolite.
Luxemburgo. Crianças com bronquiolite esgotam camas hospitalares
A Kannerklinik está a deslocar camas e profissionais de outros serviços para responder ao forte aumento de casos de bronquiolite. As cirurgias pediátricas programadas vão ser canceladas durante duas semanas.

O financiamento do fundo especial de investimento hospitalar, orçado em 50 milhões de euros, e do turno de ambulatório, orçado em 500 mil euros, foram outros dos pontos discutidos na reunião da Comissão parlamentar, refere a informação do site da Câmara dos Deputados. 

De acordo com a Ministra da Saúde, este último montante poderá ser aumentado face a circunstâncias imprevistas. Foi igualmente contemplada a possibilidade de ser criado um crédito sem limite fixo. 

A luta contra a toxicodependência e a criminalidade associada também deverão beneficiar de um reforço orçamental. Para esta área estão previstos 34 milhões de euros, em 2023, e 51 milhões, em 2026. 

Despesas com a pandemia descem

As despesas relacionadas com a pandemia continuam a diminuir. No que diz respeito às doenças transmissíveis, onde se inclui a covid-19, a redução entre os montantes atribuídos em 2021 e os que estão estimados para o próximo ano é significativa. 


Nova variante da Omicron está a ganhar terreno no Luxemburgo
Nova mutação BQ.1 representa atualmente 13% das novas infeções e que circula no Luxemburgo há cerca de sete semanas.

Enquanto o orçamento de 2021 previa 100,6 milhões de euros para essas doenças, destinados maioritariamente para medidas de combate à pandemia, para 2023 estão apenas contemplados 13 milhões de euros.

Se os efeitos da crise sanitária continuarem a diminuir, a tendência de redução de despesas nesta área da saúde manter-se-á nos anos seguintes, com 12,5 milhões de euros previstos para 2024 e 500 mil euros para 2026. 

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.