Escolha as suas informações

Orçamento comunitário: líderes prometem acordo em julho
Economia 19.06.2020

Orçamento comunitário: líderes prometem acordo em julho

Orçamento comunitário: líderes prometem acordo em julho

Foto: AFP
Economia 19.06.2020

Orçamento comunitário: líderes prometem acordo em julho

Telma MIGUEL
Telma MIGUEL
A primeira cimeira de líderes europeus sobre a proposta de 1,850 biliões de euros da Comissão foi vista como “um passo na direção certa”.

Numa declaração à imprensa no final de uma cimeira europeia invulgarmente rápida, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, anunciou que foram feitos progressos na primeira ronda de negociações entre os líderes europeus sobre o orçamento comunitário para os próximos sete anos, e o fundo de recuperação pós covid-19, no valor total de 1,850 biliões de euros.

Charles Michel salientou que é esperado que um acordo sobre a proposta publicada pela Comissão Europeia há três semanas seja conseguido a meio de julho, numa reunião presencial em Bruxelas com os chefes de Estado e de governo dos 27 países da União Europeia. Antes das férias de verão é o prazo aceite por todos como ideal.

“Esta vídeo conferência foi muito útil para percebermos que estamos a trabalhar na direção certa”, explicou Charles Michel, adiantando, no entanto, que há pontos que permanecem problemáticos mas que vão continuar a ser analisados e discutidos em conversas entre as várias capitais até à reunião de julho.

Nos próximos dias, “vamos ter que continuar negociações sobre questões como o tamanho do Quadro Financeiro Plurianual, os critérios para concessão de apoios, ou a proporção entre subsídios e empréstimos”, avançou Charles Michel.


Líderes europeus começam hoje negociações sobre recuperação económica
A cimeira é vista como o ponto de partida para aprovar a proposta de 1,850 biliões de euros até ao verão. Mas há muitas divergências numa proposta complexa.

“A primeira discussão foi muito positiva”, congratulou-se Ursula von der Leyen, a presidente da Comissão Europeia, adiantando que “os líderes compreendem a urgência de aprovar um pacote económico que possa permitir a transição para economias mais sustentáveis, digitais e resilientes”.

Comparando com o período de transição do Brexit, outro assunto discutido nesta cimeira, e que termina a 31 de dezembro, von der Leyen salientou que também o atual orçamento comunitário (ou Quadro Financeiro Plurianual, QFP) termina no fim do ano. São dois temas aos quais está a ser dada velocidade máxima.

“Estou ansiosa por chegarmos aos próximos passos e tenho a certeza que vamos chegar a acordo se não se perder a noção da questão de fundo”, salientou Ursula von der Leyen

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Orçamento Europeu. Bruxelas, clube de combate
A cimeira europeia extraordinária para discutir o orçamento para 2021-27 começou sem fim à vista. O ambiente entre os vários países é de grande conflito de interesses, um ringue de boxe. À chegada, o primeiro-ministro polaco disse que estas são as negociações mais duras de todas.