Escolha as suas informações

OCDE. Luxemburgo tem a 11a carga fiscal mais pesada
Economia 05.09.2019

OCDE. Luxemburgo tem a 11a carga fiscal mais pesada

OCDE. Luxemburgo tem a 11a carga fiscal mais pesada

Foto: Shutterstock
Economia 05.09.2019

OCDE. Luxemburgo tem a 11a carga fiscal mais pesada

Valores estão acima dos níveis pré-crise.

O peso dos impostos na economia luxemburguesa era de 38,7% em 2017, segundo um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sobre reformas fiscais. O valor coloca o Grão-Ducado na 11a posição do ranking dos países com uma carga fiscal mais pesada.

Os dados permitem ainda concluir que o peso dos impostos na economia do Grão-Ducado subiu 2,6 pontos percentuais (p.p.) face a 2007, ano em que se iniciou a crise, o que significa que, atualmente, a carga fiscal está acima dos níveis pré-crise.

Note-se que o Governo introduziu uma reforma fiscal em 2017, que permitiu aliviar os impostos pagos por famílias e empresas. O custo da reforma estimado pelo Executivo era de 373 milhões de euros. O aumento do peso dos impostos pode explicar-se, em parte, pelo aumento do número de pessoas empregadas.

Num total de mais de 90 países analisados, o destaque vai para França, Dinamarca e Bélgica, que ocupam os três primeiros lugares, com valores acima dos 44%. A média da OCDE é de 34,2%. A de Portugal, por exemplo, é de 34,7%.

A percentagem da carga fiscal no Luxemburgo subiu também face a 2016, quando atingiu os 38,1%.

P.C.S.


Notícias relacionadas

Os impostos do futuro
Vêm aí novos impostos. A ideia parece certa, mas não se sabe ainda quando nem como. A culpa é da saída do Reino Unido da União Europeia. É que o grupo dos 27 vai ter de arranjar forma de compensar a redução que o Brexit vai provocar no orçamento comunitário.
Economic Outlook: Economia do Luxemburo cresce, mas OCDE deixa avisos
A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento (OCDE) prevê que a economia luxemburguesa cresça 3% este ano e 3,8% para o ano até chegar aos 4% em 2019. Mas apesar do crescimento robusto, o organismo liderado por Angel Gurría deixa alguns recados ao Grão-Ducado no Economic Outlook. E são os mesmos que já tinha feito em análises anteriores.
OCDE quer mais reformas laborais no Luxemburgo
Elogios à reforma fiscal e aos baixos níveis de dívida pública, recomendações no mercado de trabalho e avisos quanto ao nível de exposição do setor financeiro luxemburguês ao exterior, são alguns dos pontos analisados pela OCDE.
Eurostat: Carga fiscal baixou no Luxemburgo em 2015
A carga fiscal baixou no ano passado no Luxemburgo. De acordo com o Eurostat, a receita com impostos e contribuições para a Segurança Social representava 39,1% do Produto Interno Bruto, uma queda face aos 39,4% registados em 2014.
A carga fiscal caiu para 39,1%.