Escolha as suas informações

OCDE deteta sinais de aceleração ligeira do crescimento económico em Portugal
Economia 08.07.2019

OCDE deteta sinais de aceleração ligeira do crescimento económico em Portugal

OCDE deteta sinais de aceleração ligeira do crescimento económico em Portugal

Economia 08.07.2019

OCDE deteta sinais de aceleração ligeira do crescimento económico em Portugal

O indicador compósito assinala inflexões nos ciclos económicos.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) detetou sinais de ligeira aceleração do crescimento económico em Portugal e de desaceleração na Alemanha, Espanha, Itália, zona euro e nos Estados Unidos, foi hoje anunciado. Os dados hoje apresentados não têm informações sobre o Luxemburgo.

Num comunicado hoje divulgado, a OCDE refere que o indicador compósito para Portugal subiu 0,04 pontos para 98,45 pontos em maio, registando o primeiro acréscimo dos últimos 11 meses, mas mantendo-se abaixo do nível 100 que marca a média de longo prazo. O indicador de Portugal está abaixo de 100 pontos desde setembro de 2018.

O indicador compósito avançado mensal publicado hoje pela OCDE desceu para 99,04 pontos em Espanha (menos 11 centésimas) e para 99,06 na zona euro (também menos 11 centésimas), ambos abaixo do nível 100.

O indicador diminuiu com mais intensidade na Alemanha (menos 17 centésimas para 98,88 pontos), Itália (menos 15 centésimas para 98,88 pontos) e nos Estados Unidos (menos 13 centésimas para 98,84 pontos).

Com base nestes indicadores, que assinalam por antecipação inflexões nos ciclos económicos, a OCDE indicou que a tendência é estável no Japão, Canadá e França.

Apesar do indicador apontar para uma estabilidade no Reino Unido, a OCDE precisou que subsistem importantes margens de erro devido à incerteza em relação ao 'Brexit'.

Na prática, os decréscimos foram contidos para o Canadá (seis centésimas para 98,77 pontos), Japão (sete centésimas para 99,33 pontos) ou França (cinco centésimas para 99,13 pontos), enquanto no caso do Reino Unido houve um ligeiro acréscimo pelo segundo mês consecutivo (duas centésimas para 98,70 pontos).

O México registou o maior acréscimo mensal do indicador entre todos os membros da organização, designadamente 45 centésimas para 100,08 pontos, acima da média de longo prazo.

Lusa


Notícias relacionadas

OCDE prevê crescimento estável na zona euro
Os indicadores compósitos avançados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) continuam a indicar uma dinâmica de crescimento estável para os países da região.
OCDE: Economia continua a acelerar
A economia da zona euro deve continuar a acelerar na zona euro, de acordo com os dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico.
OCDE prevê estabilização do crescimento em Portugal
A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) continua a prever uma estabilização do crescimento económico em Portugal nos próximos meses, num contexto de tendência global de estabilização das restantes economias.
O índice compósito da OCDE para Portugal estabilizou em Julho nos 100,6 pontos