Escolha as suas informações

Novo feriado deverá custar cinco milhões ao setor da Horeca
Economia 14.12.2018 Do nosso arquivo online

Novo feriado deverá custar cinco milhões ao setor da Horeca

François Koepp

Novo feriado deverá custar cinco milhões ao setor da Horeca

François Koepp
Foto: Steve Eastwood
Economia 14.12.2018 Do nosso arquivo online

Novo feriado deverá custar cinco milhões ao setor da Horeca

Diana ALVES
Diana ALVES
Proprietários de cafés e restaurantes descontentes com o novo dia feriado.

A criação do feriado de 9 de maio, Dia da Europa, vai custar cerca de cinco milhões de euros (ME) ao setor da Horeca. Quem o diz é o secretário-geral da federação que representa a hotelaria e a restauração.

Ouvido pela Rádio Latina, François Koepp fez as contas e as estimativas apontam para que o dia extra de descanso saia caro às empresas.

Koepp acredita também que, à semelhança do que acontece com os outros feriados, o Dia da Europa vai dar azo a fins de semana prolongados e mini-férias, afastando os consumidores do mercado nacional. Menos clientes, menos lucro, diz o responsável.

Mas, segundo Fançois Koepp, não serão só os cofres de hotéis, restaurantes e cafés a sofrer com o novo feriado. O secretário-geral da Horeca fala num “abrandamento de toda a atividade económica”, considerando que teria sido preferível introduzir dois dias de férias suplementares.

O setor da hotelaria e restauração emprega cerca de 22 mil pessoas no Luxemburgo. São, no total, cerca de 2.850 empresas.


Notícias relacionadas