Escolha as suas informações

Motores fraudulentos: Volkswagen admite que carros mais recentes também podem estar manipulados

Motores fraudulentos: Volkswagen admite que carros mais recentes também podem estar manipulados

REUTERS
Economia 22.10.2015

Motores fraudulentos: Volkswagen admite que carros mais recentes também podem estar manipulados

A Volkswagen está a rever as versões de motores a gasóleo mais modernas, ainda fabricados sobre a norma de emissões Euro 5, por suspeitar que também estes podem ter sido manipulados para distorcer os resultados dos testes de emissões poluentes.

A Volkswagen está a rever as versões de motores a gasóleo mais modernas, ainda fabricados sobre a norma de emissões Euro 5, por suspeitar que também estes podem ter sido manipulados para distorcer os resultados dos testes de emissões poluentes.

A versão de motores a gasóleo EA288 é a que equipa os carros mais recentes do grupo Volkswagen e que, em princípio, deveriam estar a seguir a norma de emissões Euro 6, mas o grupo alemão vem agora dizer que, mesmos estes carros, poderão ter motores com a norma de emissões Euro 5, podendo assim alguns estarem equipados com o dispositivo manipulador de emissões poluentes.

"Neste momento estamos a estudar os detalhes", disse um porta-voz do grupo Volkswagen à agência de notícias alemã DPA, citado pela Efe.

Recorde-se que o grupo automóvel alemão admitiu ter colocado um 'software' nos motores a gasóleo EA189 para manipular os testes de emissões, mas agora a empresa está também a investigar se alguns dos motores mais recentes, os EA288, têm ou não o mesmo dispositivo.

O porta-voz recusou-se a dar números sobre o número de veículos potencialmente afectados e simplesmente observou que a Volkswagen está a colocar em primeiro plano a minuciosidade e em segundo plano a celeridade.

A 18 de Setembro foram conhecidos publicamente os resultados de testes a emissões poluentes de viaturas equipadas com motores ‘diesel’ do grupo Volkswagen, relativamente às marcas Volkswagen, Audi, Seat e Sköda, concluindo-se pela existência de viaturas equipadas com um dispositivo que permite a manipulação de informação relativa a emissões poluentes.

O grupo alemão admitiu a existência de 11 milhões de carros nestas circunstâncias, e em Portugal, de acordo com informação divulgada pela SIVA, representante das marcas Volkswagen, Audi e Sköda, estima-se que existam cerca de 94 mil viaturas afectadas, mais 23 mil da marca Seat, totalizando 117 mil veículos.


Notícias relacionadas

Polícia alemã faz buscas na Volkswagen
A polícia alemã fez hoje buscas na sede da Volkswagen em Wolfsburg, bem como noutras delegações do fabricante automóvel, relacionadas com a investigação do escândalo dos motores fraudulentos, informou o Ministério Público.
Volkswagen tem no Luxemburgo 54 mil carros com “kit fraudulento”
A Volkswagen terá 54 mil viaturas a circular no Luxemburgo envolvidas no escândalo relacionado com a manipulação das emissões de gases poluentes, segundo números avançados pelo Ministério do Desenvolvimento Sustentável. Na semana passada, a RTL falava em 43 mil veículos.
OPINIÃO: Histórias do Carochinha
Na rua da grande cidade, por Hugo Guedes - O escândalo das emissões da Volkswagen tem dimensões gigantescas e por isso mesmo é uma oportunidade dourada: pode – e deve – ser um ponto de viragem.