Escolha as suas informações

Ministro das Finanças luxemburguês é favorito para suceder a Centeno no Eurogrupo
Economia 2 min. 09.06.2020 Do nosso arquivo online

Ministro das Finanças luxemburguês é favorito para suceder a Centeno no Eurogrupo

Ministro das Finanças luxemburguês é favorito para suceder a Centeno no Eurogrupo

Foto: SIP
Economia 2 min. 09.06.2020 Do nosso arquivo online

Ministro das Finanças luxemburguês é favorito para suceder a Centeno no Eurogrupo

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Com a demissão do ministro das Finanças português, esta terça-feira, uma possível recandidatura à presidência do fórum informal de ministros das Finanças da zona euro, ficou sem efeito.

 O ministro das Finanças luxemburguês Pierre Gramegna é apontado como um dos principais favoritos ao lugar de presidente do Eurogrupo, atualmente ocupado por Mário Centeno. 

Com a demissão do ministro das Finanças português, esta terça-feira, uma possível recandidatura à presidência do fórum informal de ministros das Finanças da zona euro, ficou sem efeito, e a ‘corrida’ à sua sucessão no cargo deverá começar já esta semana, tendo o próprio Mário Centeno anunciado que na reunião de quinta-feira do Eurogrupo vai lançar a abertura de candidaturas.

Neste momento, o ministro luxemburguês Pierre Gramegna é apontado como potencial candidato ao cargo de presidente do Eurogrupo, a par da ministra da Economia espanhola, Nadia Calviño.

A homenagem da União Europeia ao ministro português

Os elogios a Mário Centeno, pelos outros ministros das Finanças da zona euro,  fazem supor que o ministro demissionário teria a reeleição ao seu alcance caso decidisse concorrer a um segundo mandato no próximo mês. As suas competências são particularmente notadas e elogiadas no atual contexto de resposta europeia à crise económica causada pela pandemia de covid-19.


Mário Centeno sai do governo
Executivo de António Costa já encontrou substituto para o cargo de ministro das Finanças.

 O trabalho de Centeno nos últimos meses, no quadro da resposta económica à crise provocada pelo confinamento na Europa, fica como um dos seus principais ‘legados’ no continente, de que é exemplo o acordo alcançado no Eurogrupo, em abril passado, sobre as chamadas "redes de segurança" para Estados, empresas e trabalhadores, num montante global de 540 mil milhões de euros.  

A Comissão Europeia destacou o contributo que a sua “liderança e experiência” deram à resposta europeia à crise da covid-19, disse à Lusa um porta-voz da instituição.

“A Comissão presta homenagem a Mário Centeno pelo importante papel que desempenhou no reforço da resiliência da zona euro enquanto presidente do Eurogrupo. A sua liderança e experiência ajudaram a zona euro a responder com rapidez, força e coordenação às consequências da pandemia de coronavírus”, declarou.

Elogios do mesmo género foram repetidos por vários ministros das finanças europeus, como o francês Bruno Le Maire ou o alemão Olaf Scholz, e pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, que agradeceu igualmente ao ministro português o seu “trabalho árduo” na Europa e a "excelente cooperação", sublinhando que “o Eurogrupo tem de continuar a preparar o terreno para uma recuperação económica forte”, já que “a covid-19 estagnou a economia, mas acelerou a determinação da UE em a reconstruir melhor”.

Eleito em 2017 para o Eurogrupo, Mário Centeno esclareceu que vai cumprir o atual mandato até ao final (13 de julho) e dirigirá a eleição para encontrar o seu sucessor, em 09 de julho.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O ministro Mário Centeno afirmou hoje, em Bruxelas, que “é uma honra ser o próximo presidente do Eurogrupo”, nas suas primeiras palavras, em inglês, na sala de imprensa do Conselho da União Europeia, em Bruxelas, após ter sido eleito.
New Eurogroup President Portuguese Finance Minister Mario Centeno (R) speaks with fellow candidate Luxembourg's Finance Minister Pierre Gramegna after winning the votes to become the new Eurogroup chief at the European Council in Brussels on December 4, 2017. / AFP PHOTO / EMMANUEL DUNAND
O presidente da Comissão Europeia, o luxemburguês Jean-Claude Juncker, felicitou Mário Centeno pela sua eleição de hoje como presidente do Eurogrupo, afirmando-se convicto de que o ministro português "possui todas as qualidades necessárias para assumir tão importante responsabilidade".
O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker (C) elogiou Centeno