Escolha as suas informações

Ministro da Mobilidade nega saída do CEO da Luxair
Economia 20.09.2022
Resposta parlamentar

Ministro da Mobilidade nega saída do CEO da Luxair

Francois Bausch e Gilles Feith numa reunião da Tripartida.
Resposta parlamentar

Ministro da Mobilidade nega saída do CEO da Luxair

Francois Bausch e Gilles Feith numa reunião da Tripartida.
Foto:Guy Jallay/Luxemburger Wort
Economia 20.09.2022
Resposta parlamentar

Ministro da Mobilidade nega saída do CEO da Luxair

Redação
Redação
Na segunda-feira, surgiram rumores de que Gilles Feith estaria de saída, após dois anos à frente da companhia luxemburguesa.

Um dia depois da notícia de que Gilles Feith, CEO da Luxair, estaria de saída, o  ministro da Mobilidade, François Bausch, disse numa resposta parlamentar que tal não vai acontecer. 

Os deputados do CSV, Gilles Roth e Serge Wilmes, pediram uma posição formal do ministro sobre o suposta retirada de Feith, que está no cargo na companhia aérea luxemburguesa há apenas dois anos.

Sem grandes explicações Bausch afirmou apenas que se tratava de uma informação "completamente falsa e inventada".

Na segunda-feira, surgiram rumores de que o CEO iria deixar a companhia aérea luxemburguesa, mas que ficaria no Findel, juntando-se à Lux-Airport, onde assumiria a direção-geral da empresa após a saída de René Steinhaus, no final de abril.   

Os primeiros dois anos de Gilles Feith na Luxair foram pautados por algumas críticas, nomeadamente dos sindicatos LCGB, OGBL e NGL-SNEP, que se queixam desde julho que a carga de trabalho atingiu os limites do quadro legal. 


Luxair. Sindicatos convocam manifestação para 26 de setembro
Centrais sindicais OGBL, LCGB e NGL-SNEP exigem melhores condições de trabalho e salariais, que "correspondam ao empenho diário de todos os trabalhadores".

As centrais falam em despedimentos e licenças por doença, bem como uma "cultura de máxima flexibilidade". O ambiente entre os trabalhadores e gestão também não será dos melhores. 

A proxima reunião tripartida para o setor da aviação foi convocada para 26 de setembro, dia em que haverá uma manifestação dos sindicatos para apelar ao "respeito pelos trabalhadores da Luxair".  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.