Escolha as suas informações

Setor da construção civil em dificuldades
Economia 23.11.2022
Crise

Setor da construção civil em dificuldades

Crise

Setor da construção civil em dificuldades

Foto: Getty Images
Economia 23.11.2022
Crise

Setor da construção civil em dificuldades

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O setor da construção é um dos setores mais afetados pela crise, porque há cada vez menos contratos assinados, tanto trabalhadores como com entidades estatais.

A indústria manufatureira tem passado por diversas crises. Uma conjuntura difícil e investidores e clientes receosos são fatores que estão a começar a colocar muitas empresas em dificuldades. 

A preocupação foi manifestada na assembleia-geral da federação do setor manufatureiro (Fédération des Artisans, na designação em francês). 

Segundo os resultados provisórios de um estudo, o volume de negócios tem diminuído em todos os setores da manufatura e começa a haver problemas de liquidez nas empresas.


Construção deverá perder 30% dos trabalhadores nos próximos anos
O setor da construção também não escapa à penúria de mão de obra com a qual o país se vê confrontado.

O setor da construção é um dos setores mais afetados, porque há cada vez menos contratos assinados, tanto com pessoas privadas como com entidades estatais.

A federação sublinha que para 2023 já se prevê que haja menos construções novas, concretamente, menos 1.500 unidades. Inicialmente, estava previsto construir 3.800 unidades, mas esse número passou agora para 2.300 unidades.

Por estas razões, o órgão federativo lança um apelo ao Governo, para que este adote medidas de urgência para favorecer os investimentos na habitação. 


As áreas com mais ofertas de emprego no Luxemburgo
A 31 de outubro, existiam mais de 13 mil anúncios de emprego na ADEM.

Uma das medidas poderia ser a reintrodução de uma taxa reduzida e temporária de 3% tanto para a construção de alojamentos com destino ao mercado de arrendamento, como para os trabalhos de renovação.  

O Contacto tem uma nova aplicação móvel de notícias. Descarregue aqui para Android e iOS. Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas