Escolha as suas informações

Luxemburgo registou quase 1.200 falências em 2021
Economia 11.01.2022
Empresas

Luxemburgo registou quase 1.200 falências em 2021

Empresas

Luxemburgo registou quase 1.200 falências em 2021

Economia 11.01.2022
Empresas

Luxemburgo registou quase 1.200 falências em 2021

Susy MARTINS
Susy MARTINS
O setor dos serviços foi o que mais empresas perdeu: fecharam 836 sociedades, uma diminuição de cerca de 5% face a 2020.

O Luxemburgo registou no ano passado 1.199 falências. Um número relativamente idêntico ao de 2019, em que 1.263 empresas declararam falência. Estes dados foram comunicados pela empresa de gestão de crédito Creditreform.


Luxemburgo. 180 empresas faliram durante os meses de verão
O Statec divulgou os dados relativos aos meses de julho e agosto e os números mantém-se estáveis, com ligeiras variações em relação ao ano passado.

O setor dos serviços foi o que mais empresas perdeu: fecharam 836 sociedades, uma diminuição de cerca de 5% face a 2020. Em segundo lugar surge o setor do comércio com 244 empresas a anunciar o encerramento, um aumento de mais de 14% em comparação com o setor anterior. O setor da construção viu 112 empresas a fecharem as suas portas. Um aumento considerável de mais de 21% face a 2020.

Para este organismo, o nível de falências para este ano deverá ser idêntico. A abolição das ajudas financeiras devido à crise sanitária e a penúria de matéria prima são as razões apontadas para novas falências no país.

Segundo a Creditreform, trata-se sobretudo de pequenas empresas, com até cinco trabalhadores.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O Luxemburgo registou o encerramento de 935 empresas em 2017, segundo a empresa de gestão de crédito Creditreform. Ainda assim, o número de processos de insolvência caiu 5% face a 2016.
O número tinha sido avançado em Janeiro pela instituição alemã Creditreform mas, só agora, foi oficialmente confirmado pela Secretária de Estado da Economia, Francine Closener. No ano passado, 873 empresas declararam falência no Luxemburgo, um aumento de 3,3% face a 2014.