Escolha as suas informações

Luxemburgo perdeu cerca de 200 milhões em cobranças de IVA
Economia 14.09.2020

Luxemburgo perdeu cerca de 200 milhões em cobranças de IVA

Luxemburgo perdeu cerca de 200 milhões em cobranças de IVA

Foto: Pixabay
Economia 14.09.2020

Luxemburgo perdeu cerca de 200 milhões em cobranças de IVA

Henrique DE BURGO
Henrique DE BURGO
O Luxemburgo continua a perder dinheiro do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) devido à fraude, evasão e elisão fiscal, falências e erros de cálculo.

Esta é uma das conclusões de um estudo da Comissão Europeia que aponta que o Grão-Ducado perdeu em 2018 cerca de 200 milhões de euros em impostos que não foram cobrados. Segundo os dados mais recentes, agora divulgados, as perdas do Luxemburgo equivalem a 5% das receitas esperadas com o IVA (4 mil milhões). O país ocupa a sétima posição na tabela acima da média dos 27 (140 mil milhões de euros). 

No ano precedente, 2017, as perdas foram bem menores: 23 milhões de euros, equivalente a 1% dos 3,5 mil milhões de euros de receitas arrecadadas. No conjunto da União Europeia em 2018, houve uma perda 140 mil milhões de euros, o equivalente a 11% das receitas estimadas.

A Itália é quem lidera na perda em valores absolutos, com 35,439 milhões de euros. Seguem-se o Reino Unido, com uma perda de 23,452 milhões de euros. A Alemanha é o terceiro com perdas que ascenderam aos 22,077 em 2018.  

No entanto, no ranking da UE, a Roménia (33,8%) foi o país com maior desvio do IVA, seguido pela Grécia (30,1%) e Lituânia (25,9%), enquanto os Estados-membros com menores perdas foram a Suécia (0,7%), Croácia (3,5%) e a Finlândia (3,6%). Portugal encontra-se a meio da tabela, com um desvio de cerca de 10%, uma perda estimada em 1,889 milhões de euros absolutos.


Banco BIL multado em 4,6 ME por falhas na luta contra branqueamento de capitais
A Comissão de Supervisão do Setor Financeiro (CSSF, na sigla francesa) sancionou o banco BIL ao pagamento de 4,6 milhões de euros por falhas na luta contra o branqueamento de capitais e terrorismo.

Para 2020, a Comissão Europeia prevê uma perda potencial de 164 mil milhões de euros, "devido aos efeitos da pandemia". Uma previsão que tem por base o "rápido declínio no crescimento do PIB e a deterioração dos saldos das administrações públicas em 2020", lê-se no documento.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas