Escolha as suas informações

Luxemburgo. Pandemia fez disparar preço das casas
Economia 27.10.2020

Luxemburgo. Pandemia fez disparar preço das casas

Luxemburgo. Pandemia fez disparar preço das casas

Foto: Gerry Huberty
Economia 27.10.2020

Luxemburgo. Pandemia fez disparar preço das casas

Ana Patrícia CARDOSO
Ana Patrícia CARDOSO
Ainda assim a procura continua alta.

O mercado imobiliário do Luxemburgo parece estar a sofrer as consequências da pandemia de coronavírus, segundo dados divulgados esta terça-feira pela agência imobiliária Immotop.lu. Em apenas um ano, "a crise sanitária parece ter acelerado o aumento dos preços, especialmente das moradias para venda", pode ler-se no documento.

Esta conclusão traduzida em números revela que o preço médio das casas aumentou 11,2% entre o primeiro e o terceiro trimestres de 2020, para 1,183 milhões de euros, enquanto que os apartamentos tiveram um aumento de 9,4% para 769.000 euros, durante o mesmo período. 

O confinamento, a necessidade de mais espaço e a importância de um jardim são fatores que têm vindo a ter impacto nas decisões de proprietários e inquilinos, cita o L'Essentiel. 

Devido à incerteza gerada no início da pandemia, muitos negócios não chegaram a ser concretizados na altura. Entre o segundo e o terceiro trimestre houve, portanto, um aumento da oferta em 39% para casas e 14,6% e para apartamentos. Ainda segundo a Immotop, a procura continua alta, com uma média de 7,25 pedidos de contacto por anúncio de casa, e 3,22 por anúncio de apartamento. 


Cessange
Cessange vai ter 410 novas habitações nos próximos anos
Na segunda-feira, 19, o conselho municipal aprovou a construção do bairro residencial "Guddebierg". Pelo menos 10% das habitações serão de custo acessível.

Entre as comunas mais populares do mercado, a capital continua a liderar, seguida de Esch-sur-Alzette, Differdange, Bettembourg, Pétange, Hesperange, Mersch, Sanem, Dudelange e Kayl. 


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas