Escolha as suas informações

Luxemburgo. Imigrantes sofrem mais com custos da habitação do que cidadãos nacionais
Economia 10.02.2021

Luxemburgo. Imigrantes sofrem mais com custos da habitação do que cidadãos nacionais

Luxemburgo. Imigrantes sofrem mais com custos da habitação do que cidadãos nacionais

Foto: Gerry Huberty/Luxemburger Wort
Economia 10.02.2021

Luxemburgo. Imigrantes sofrem mais com custos da habitação do que cidadãos nacionais

Diana ALVES
Diana ALVES
Na União Europeia (UE) no geral, os cidadãos estrangeiros sofrem mais com os custos da habitação do que os nacionais. E o Luxemburgo não é exceção.

Na União Europeia (UE), os cidadãos estrangeiros sofrem mais com os custos da habitação do que os nacionais. E o Luxemburgo não é exceção. Segundo o gabinete de estatísticas da União Europeia, o Eurostat, a 'taxa de sobrecarga dos custos da habitação' entre os não-luxemburgueses ultrapassa os 15% e entre os luxemburgueses é de 6,6%, uma diferença pronunciada. 

Nos dados referentes a 2019 o indicador usado é definido como "a percentagem da população que vive em agregados onde o total das despesas ligadas à habitação representam mais de 40% do rendimento disponível". À semelhança com o Grão-Ducado, no conjunto dos países do bloco a 'taxa de sobrecarga dos custos da habitação' ronda os 22% no caso dos cidadãos estrangeiros, ao passo que no caso dos nacionais desce para os 9%. 


Créditos à habitação cresceram quase 10% em 2020
A julgar pelas estatísticas, a pandemia não está a demover os cidadãos de comprar casa no Luxemburgo.

Os mais recentes dados do Eurostat sobre os preços das casas, divulgados em janeiro, mostram que o Luxemburgo foi o país da União Europeia a registar o maior aumento anual dos preços no terceiro trimestre de 2020. A subida foi de 13,2%, muito acima da média europeia de 5,2%.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Carne no Luxemburgo é das mais caras da UE
Seja carne de vaca, de porco, frango ou cordeiro. Comprar carne no Luxemburgo implica gastar mais do que em praticamente todos os países da União Europeia (UE), revela um estudo do Eurostat.