Escolha as suas informações

Luxemburgo e Portugal retiram candidaturas ao Mecanismo Europeu de Estabilidade
Economia 20.09.2022
Finanças europeias

Luxemburgo e Portugal retiram candidaturas ao Mecanismo Europeu de Estabilidade

Nem o ex-ministro luxemburguês Pierre Gramegna (na foto) nem o português João Leão conseguiram a "maioria qualificada de 80% dos votos"
Finanças europeias

Luxemburgo e Portugal retiram candidaturas ao Mecanismo Europeu de Estabilidade

Nem o ex-ministro luxemburguês Pierre Gramegna (na foto) nem o português João Leão conseguiram a "maioria qualificada de 80% dos votos"
Foto: Arquivo LW
Economia 20.09.2022
Finanças europeias

Luxemburgo e Portugal retiram candidaturas ao Mecanismo Europeu de Estabilidade

Maria MONTEIRO
Maria MONTEIRO
A informação foi avançada esta terça-feira pelo Ministério das Finanças luxemburguês.

As candidaturas dos antigos ministros das Finanças luxemburguês e português, Pierre Gramegna e João Leão, ao Mecanismo Europeu de Estabilidade (MEE) — entidade que assegura a estabilidade financeira da zona euro — foram retiradas "por mútuo acordo do interesse da instituição sediada no Luxemburgo".

De acordo com o Ministério das Finanças do Luxemburgo, que divulgou a informação num comunicado emitido esta terça-feira, a decisão surgiu depois de "consultas informais entre os ministros das finanças da zona euro nos últimos meses" que mostraram que nenhum dos candidatos "obteria a maioria qualificada de 80% dos votos" necessária para assumir o cargo.


Pierre Gramegna é candidato à liderança do Mecanismo Europeu de Estabilidade
A decisão deverá ser tomada a 23 de maio na reunião do Eurogrupo e depois será formalizada em junho.

Apesar de ambos os candidatos reunirem bastantes votos, os dois países preferiram recuar para "evitar um impasse e não dificultar ainda mais a sucessão de Klaus Regling", o atual diretor-geral do MEE.

Segundo o mesmo comunicado, o presidente do Eurogrupo e do Conselho de Governadores do MEE, Paschal Donohoe, "informará oportunamente sobre a continuação do processo".

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas