Escolha as suas informações

Luxemburgo é o país europeu onde o gás é mais barato

Luxemburgo é o país europeu onde o gás é mais barato

Economia 21.05.2019

Luxemburgo é o país europeu onde o gás é mais barato

De acordo com o poder de compra, o Luxemburgo é ainda o segundo país da União Europeia (UE) com o preço da eletricidade mais baixo.

No Luxemburgo, o preço do gás e da eletricidade aumentaram 7,8% e 4,5%, respetivamente, em 2018, em comparação ao ano anterior, segundo os dados divulgados esta terça-feira pelo Eurostat, o departamento de estatísticas da UE. Apesar do aumento, o Grão-Ducado é o país onde o gás para consumidores privados é mais barato (3,5 PPC por 100 kWh) e, medida em paridade de poder de compra (PPC), é o segundo país com o preço da eletricidade mais acessível.

Segundo o gabinete estatístico europeu, os residentes no Luxemburgo pagaram 13.8 PPC por 100 kWh de eletricidade, o segundo valor mais baixo da UE. Antes do Grão-Ducado, ficou a Finlândia, com 13.7 PPC por 100 kWh. Já os portugueses pagaram 28,2 PPC por 100 kWh de eletricidade, o valor mais alto da UE, seguido pela Alemanha (28,0 PPC por 100 kWh), a Espanha (27,4), a Bélgica (26,6), a Roménia (26,3) e Chipre (24,5 PPC por 100 kWh).

No que respeita ao gás, para além do Luxemburgo, o Reino Unido (4,7), a Croácia e a Estónia (5,6 cada) bem como a Bélgica e a Alemanha (5,7 PPC por 100 kWh cada) apresentaram os preços mais baixos do gás para consumidores privados.

Em média, o preço do gás das famílias na UE aumentou 5,7%, no ano passado, em comparação com 2017. Já o preço da eletricidade subiu cerca de 3,5%, segundo o Eurostat.


Notícias relacionadas

Habitação: Preço das casas continua a aumentar
O preço das casas subiu 6,8% no Luxemburgo nos primeiros três meses do ano, face ao período homólogo de 2016, de acordo com o Eurostat. Este aumento representa uma subida acima das médias registadas para a zona euro e para a União europeia (UE).