Escolha as suas informações

Luxemburgo é o oitavo país da UE onde as despesas com pensões mais pesam

Luxemburgo é o oitavo país da UE onde as despesas com pensões mais pesam

Foto: Getty Images
Economia 15.03.2019

Luxemburgo é o oitavo país da UE onde as despesas com pensões mais pesam

O Eurostat publicou hoje dados sobre a despesa pública dos Estados-membros.

O Grão-Ducado é o oitavo país da União Europeia (UE), onde os gastos com as pensões mais pesam, atingindo quase 10% do Produto Interno Bruto (PIB).

O Eurostat publicou hoje dados sobre a despesa pública dos Estados-membros. A maior fatia corresponde ao sistema de proteção social e ao de saúde. O Luxemburgo não foge a esta distribuição dos gastos. A proteção social atinge os 18,4% do PIB e a saúde 4,9%.

No capítulo do sistema social, são as pensões com idosos que mais pesam, chegando quase aos 10% do PIB. O valor fica ainda assim abaixo da média da UE, que é de 10,7%.

Além daqueles dois items, o Eurostat olhou para a defesa, assuntos económicos, educação, cultura, entre outros. No total, o Grão-Ducado tem uma despesa pública total equivalente a 43,1% do PIB, abaixo do verificado no bloco dos 28, que chega aos 47%.

O Eurostat explica que durante os primeiros três anos de crise, a despesa pública dos governos em percentagem do PIB aumentou. Isto deveu-se, em parte, a um PIB mais baixo. A partir de 2012, a despesa voltou a descer, fruto das medidas de consolidação orçamental e da retoma do crescimento económico.

O gabinete de estatística esclarece ainda que a evolução das despesas não é semelhante em todas as rubricas e exemplifica com os subsídios de desemprego: a despesa com este tipo de prestação social tende a aumentar durante os períodos de crise, alturas em que o desemprego aumenta.


Notícias relacionadas

Eurostat: Luxemburgo é um dos países que mais investe em saúde pública
O Luxemburgo é o Estado-membro da União Europeia (UE) que mais gasta em saúde por habitante, de acordo com dados do Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) referentes a 2015. De acordo com o documento, o Grão-Ducado gastou nesse ano 4.112 euros ‘per capita’ na área da saúde, seguido da Dinamarca (4.094 euros) e da Holanda (3.194).