Escolha as suas informações

Luxemburgo é local de refúgio das empresas que fogem do Brexit
Economia 10.11.2019

Luxemburgo é local de refúgio das empresas que fogem do Brexit

Luxemburgo é local de refúgio das empresas que fogem do Brexit

Foto: Anouk Antony
Economia 10.11.2019

Luxemburgo é local de refúgio das empresas que fogem do Brexit

Centenas de empresas financeiras britânicas apresentaram pedidos para prosseguir as suas operações no Grão-Ducado depois da saída do Reino Unido da União Europeia, segundo confirma o diretor geral da CSSF (Commission de surveillance du secteur financier), Claude Marx.

Segundo o diretor geral da CSSF (Comissão de Supervisão do Sector Financeiro, em português) , Claude Marx, que dirige a entidade que fiscaliza a praça financeira do Luxemburgo, "centenas de sociedades financeiras britânicas" já pediram uma prorrogação de 12 meses da autorização que têm de operar na praça financeira do Grão-Ducado, na perspectiva de um Brexit sem acordo. 

Citado pelos nossos colegas do  LuxTimes,  Claude Marx avança com o número de 600 empresas, entre as quais "algumas das grandes empresas da indústria" que podiam escolher por mudar definitivamente de armas e bagagens para o Grão-Ducado ou outro país da União Europeia. 

"Este número significativo [de pedidos] dá uma ideia da amplitude da cooperação existente entre o Luxemburgo e o Reino Unido", refere Claude Marx que precisa que a CSSF já foi concedida uma licença de permanência a 39 empresas de gestão de fundos e nove empresas de investimentos. Números que considera que vão aumentar nas próximas semanas. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Empresas luxemburguesas não temem o salto no escuro do Brexit
Após o recente 'não' do parlamento britânico ao acordo do Brexit, os empresários luxemburgueses continuam otimistas quanto ao impacto da saída do Reino Unido da União Europeia na economia do Grão-Ducado. Apesar do relógio continuar em contagem decrescente até 29 de março, às 23:59.
Pierre Gramegna: Luxemburgo é "escolha natural" para empresas do pós-Brexit
O Luxemburgo está a tornar-se num sério concorrente na competição que está a surgir em muitos países europeus para atrair empresas, depois de o Reino Unido abandonar a União Europeia. De facto, houve já algumas empresas a revelarem interesse pelo país. Ministro das Finanças afirma que o Luxemburgo é "uma escolha natural".
O ministro das Finanças, Pierre Gramegna, deslocou-se a Singapura numa missão económica.