Escolha as suas informações

Luxemburgo. 20% dos residentes tem dificuldade em lidar com despesas inesperadas
Economia 12.05.2020

Luxemburgo. 20% dos residentes tem dificuldade em lidar com despesas inesperadas

Luxemburgo. 20% dos residentes tem dificuldade em lidar com despesas inesperadas

Foto: Reuters
Economia 12.05.2020

Luxemburgo. 20% dos residentes tem dificuldade em lidar com despesas inesperadas

Diana ALVES
Diana ALVES
As pessoas que vivem sozinhas e com filhos são as que mais dificuldades apresentam na hora de lidar com um gasto que não estava planeado, revela Eurostat.

Pagar um funeral, uma cirurgia que não estava planeada ou substituir uma máquina de lavar que avariou são despesas com as quais boa parte dos residentes não consegue lidar. 

Segundo dados do gabinete de estatísticas da União Europeia, Eurostat,  praticamente um quinto da população do Luxemburgo tem dificuldade em fazer face a despesas inesperadas. O estudo do gabinete europeu divulgado esta terça-feira, indica que, em 2018, 19,7% dos residentes não conseguiram arcar com despesas inesperadas. 

Mesmo assim, a taxa apresenta uma quebra de um ponto percentual face ao ano anterior e de dois em relação a 2016. No conjunto dos países da União Europeia (UE), a proporção de europeus com dificuldades em suportar gastos imprevistos sobe para 32%, uma média que diz respeito a 2019, embora os dados referentes ao Luxemburgo datem do ano anterior.

Entre os Estados-membros da UE, a Croácia é o país com a maior taxa – 52% – de pessoas com dificuldades em pagar despesas inesperadas. No outro extremo da lista está Malta, onde a proporção cai para 15%. 


Covid-19. Mulheres vão ser as mais afetadas pela crise económica
"As mulheres vão ser as primeiras a serem penalizadas no regresso ao mercado de trabalho", onde se prevê um "forte aumento do desemprego", vincam investigadoras.

Na lista dos países do bloco, o Luxemburgo está mais próximo de Malta do que da Croácia, isto é, no fundo da tabela. A par com o Grão-Ducado, na Áustria e Suécia a taxa ronda os 20%, tratando-se da segunda mais baixa depois da de Malta. 

As estatísticas do Eurostat mostram que tanto no Luxemburgo, como no conjunto dos países do bloco, são as pessoas a viver sozinhas as que mais dificuldades apresentam na hora de lidar com um gasto que não estava planeado. A taxa é particularmente elevada no caso das famílias monoparentais: na UE 56% destas famílias não conseguem lidar com aquele tipo de despesas, ao passo que no Grão-Ducado a taxa é de 45,2%.  

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Carne no Luxemburgo é das mais caras da UE
Seja carne de vaca, de porco, frango ou cordeiro. Comprar carne no Luxemburgo implica gastar mais do que em praticamente todos os países da União Europeia (UE), revela um estudo do Eurostat.