Escolha as suas informações

Luxair soma 262 mil reservas canceladas desde março
Economia 15.11.2020

Luxair soma 262 mil reservas canceladas desde março

Luxair soma 262 mil reservas canceladas desde março

Economia 15.11.2020

Luxair soma 262 mil reservas canceladas desde março

Com perdas avaliadas em 100 milhões de euros, a companhia aérea luxemburguesa está a ponderar abandonar projetos. embora encolher esteja fora dos projetos da administração.

Pela primeira vez na história, a Luxair equaciona fazer marcha atrás nos planos de renovação da frota. No panorama atual não há margem para o Airbus A220 ou para o Embraer 190/195. Também não é altura de renovar o hangar da CargoLux, muito menos investir na aguardada revolução tecnológica. 

Os números que mostram os impactos da companhia são claros: 100 milhões de perdas e mais de 250 mil cancelamentos. Foram revelados este fim-de-semana pelo CEO da Luxair, Gilles Feith, convidado do programa Background da RTL Radio Lëtzebuerg, onde aproveitou para abrir o jogo sobre o acordo assinado durante uma reunião tripartida, com o Governo e os sindicatos para ultrapassar a crise, como explicou o CEO da Luxair no programa Background da RTL Radio.

Antes de recorrer à ajuda estatal, a empresa prefere arrumar a própria casa. Com eventuais despedimentos em pano de fundo, para acertar as contas, a companhia também decidiu alargar a oferta de destinos que oferece num dos países mais ricos do mundo. A empresa passará a voar em 2021 para Usedom (Alemanha/Polónia), Toulon (França), La Rochelle (França) e Tessalónica (Grécia). Bucareste também está na lista. 

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.