Escolha as suas informações

Líder do FMI alerta para "abrandamento sincronizado" da economia mundial
Economia 08.10.2019

Líder do FMI alerta para "abrandamento sincronizado" da economia mundial

Líder do FMI alerta para "abrandamento sincronizado" da economia mundial

Foto: AFP
Economia 08.10.2019

Líder do FMI alerta para "abrandamento sincronizado" da economia mundial

Kristalina Georgieva apelou aos governos para esquecerem as suas diferenças e prepararem uma resposta unida à ameaça mais séria à economia global.

A guerra comercial provocou um “abrandamento sincronizado” no crescimento global e os governos devem implementar medidas que contrariem esta travagem do crescimento. Quem o disse foi Kristalina Georgieva, no seu primeiro discurso como diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), que adiantou que vai rever em baixa as perspetivas de crescimento para os próximos anos.

Citada pela agência Reuters, Georgieva revelou um estudo do FMI, segundo o qual o efeito cumulativo da guerra comercial pode representar uma redução da economia mundial na ordem dos 636 mil milhões de euros até 2020, o que representa 0,8% do Produto Interno Bruto (PIB).

O estudo já tem em conta o aumento das tarifas impostas pelos Estados Unidos sobre bens chineses no valor de cerca de mais de 270 mil milhões de euros. A maior parte das perdas do PIB vão ocorrer por causa da queda da confiança dos investidores e devido a reações negativas dos mercados.

“Em 2019, esperamos um crescimento mais lento em quase 90% do mundo. A economia global está agora num abrandamento sincronizado. Isto significa que o crescimento este ano vai situar-se no nível mais baixo desde o início da década”, afirmou.

Por isso, a economista búlgara apelou aos governos para esquecerem as suas diferenças e prepararem uma resposta unida à ameaça mais séria à economia global desde a crise financeira que teve início há uma década.

P.C.S. (com agências)


Notícias relacionadas

Crescimento económico do Luxemburgo começa a desvanecer-se
A Comissão Europeia voltou a rever em baixa as previsões de crescimento económico do Grão-Ducado. A economia deve avançar 3,1% este ano e abrandar a partir daí para 3% em 2019, até aos 2,7% em 2020. As estimativas constam do relatório da Previsão Económica de Outono da Comissão Europeia publicadas hoje.
Ban de Gasperich - Chantier - Photo : Pierre Matgé