Escolha as suas informações

Inflação revista em baixa, mas indexação deve chegar a partir do 3° trimestre
Economia 04.05.2018 Do nosso arquivo online

Inflação revista em baixa, mas indexação deve chegar a partir do 3° trimestre

Inflação revista em baixa, mas indexação deve chegar a partir do 3° trimestre

Foto: AFP
Economia 04.05.2018 Do nosso arquivo online

Inflação revista em baixa, mas indexação deve chegar a partir do 3° trimestre

A inflação para este ano no Luxemburgo foi revista em baixa para 1,3%, mas a indexação salarial deverá ocorrer no terceiro trimestre de 2018. Só na pior das hipóteses é que é adiada para o quarto trimestre do ano. Estes são os cálculos do instituto de estatística luxemburguês (Statec), divulgados hoje.

A inflação para este ano no Luxemburgo foi revista em baixa para 1,3%, mas a indexação salarial deverá ocorrer no terceiro trimestre de 2018. Só na pior das hipóteses é que é adiada para o quarto trimestre do ano. Estes são os cálculos do instituto de estatística luxemburguês (Statec), divulgados hoje.

A indexação salarial e das pensões é ativada a partir do momento em que a inflação acumulada (desde a última indexação) atinge um determinado nível. Ora, segundo o Statec, aquela “aproxima-se cada vez mais do tecto de 2,5%, a partir do qual é desencadeada a nova indexação”.

É preciso notar que o instituto de estatística faz três cálculos, um cenário mais positivo, um cenário central e outro menos positivo. É neste último, que os aumentos só surgem a partir de outubro.

A evolução da inflação é influenciada sobretudo pelos preços do petróleo, cuja tendência tem sido a de subida do valor do barril de ouro negro. No entanto, apesar disso, as previsões da taxa de inflação foram revistas em baixa, em 0,1 pontos percentuais (p.p.), para os 1,3% em 2018 e para 1,7% no próximo ano.

Isto por causa da chamada inflação subjacente, que exclui os elementos mais voláteis, que são os preços da energia e da alimentação. E esta tem sido menos dinâmica do que o previsto. No entanto, a situação conjuntural favorável e o aumento dos preços das matérias-primas devem contribuir para a recuperação gradual dos preços.

Recorde-se que a última indexação ocorreu em janeiro de 2017, altura em que os salários e pensões subiram 2,5%. Antes disso, a última tinha sido em outubro de 2013, tendo havido um congelamento da indexação desde então até ao final de 2016.


Notícias relacionadas

Os próximos aumentos dos salários e pensões (por efeito da indexação) devem chegar no último trimestre de 2019. No entanto, o instituto de estatística luxemburguês (Statec) avisa que a data concreta é ainda muito incerta: no pior dos cenários pode nem sequer haver lugar a aumentos no próximo ano, segundo as previsões publicadas hoje.