Escolha as suas informações

Inflação na Alemanha subiu para 7,3%, nível mais alto em 40 anos
Economia 12.04.2022
Aumento de preços

Inflação na Alemanha subiu para 7,3%, nível mais alto em 40 anos

Mercado em Willich, na Alemanha.
Aumento de preços

Inflação na Alemanha subiu para 7,3%, nível mais alto em 40 anos

Mercado em Willich, na Alemanha.
Foto: AFP
Economia 12.04.2022
Aumento de preços

Inflação na Alemanha subiu para 7,3%, nível mais alto em 40 anos

Lusa
Lusa
A inflação da Alemanha atingiu 7,3% em março, o nível mais alto desde a reunificação alemã em 1990, disse a agência federal de estatística alemã (Destatis), confirmando as primeiras estimativas baseadas em dados provisórios.

A última vez que um nível semelhante de inflação tinha sido registado na antiga República Federal da Alemanha (RFA) foi em 1981 como resultado do aumento dos preços do petróleo devido à guerra Irão-Iraque.


Assinatura do acordo entre o Governo e os parceiros sociais.
Acordo entre Governo e parceiros. "Crédito para energia" é uma das medidas anunciadas
Outra medida anunciada para mitigar o aumentos dos preços na energa é a redução de 7,5 cêntimos por litro de combustível (petróleo, diesel, gasolina) até ao final de julho de 2022.

Em comparação com fevereiro, os preços aumentaram 2,5% em março. As causas do forte aumento da inflação estão em grande parte relacionadas com a guerra na Ucrânia, a pandemia e os problemas nas cadeias de abastecimento.

"Para além da pandemia, a guerra na Ucrânia está a fazer subir os preços na Alemanha, especialmente do combustível, óleo para aquecimento, gás e alimentos", disse o presidente da Destatis, Georg Thiel.

Os preços da energia eram 39,5% mais altos em março do que no mesmo mês do ano passado. Nos alimentos, o preço do óleo de cozinha e das gorduras aumentou 17,2% e o dos vegetais 14,8%. No total, os preços dos alimentos subiram 6,2%.


A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, durante a conferência de imprensa para anunciar as recentes medidas do Governo português.
As medidas de Portugal para travar o aumento dos preços da energia
Entre as principais medidas anunciadas está a descida do imposto petrolífero para substituir o Autovoucher.

Sem o efeito do pico nos preços da energia, segundo a Destatis, a inflação homóloga teria sido de 3,6%. Excluindo energia e alimentos, a taxa de inflação teria sido de 3,4%.

Os preços dos serviços eram 2,8% mais elevados do que em março de 2021.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

A inflação homóloga no conjunto dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) situou-se nos 1,9% em junho, menos duas décimas do que em maio devido ao continuado abrandamento dos preços da energia.