Escolha as suas informações

Impostos e taxas representam mais de 35% das faturas de energia na EU
Economia 20.10.2021
Energia

Impostos e taxas representam mais de 35% das faturas de energia na EU

Cidadãos poderão ter dificuldades em pagar as contas no outono e no inverno.
Energia

Impostos e taxas representam mais de 35% das faturas de energia na EU

Cidadãos poderão ter dificuldades em pagar as contas no outono e no inverno.
Foto: Pixabay
Economia 20.10.2021
Energia

Impostos e taxas representam mais de 35% das faturas de energia na EU

Ana TOMÁS
Ana TOMÁS
Nos primeiros seis meses deste ano, os preços da eletricidade subiram e os do gás desceram no conjunto dos países comunitários. Mas o peso tributário nas faturas de consumo doméstico destas fontes de energia é semelhante.

O peso dos impostos e taxas na fatura da energia doméstica foi superior a 35%, nos primeiros seis meses deste ano.

Segundo o relatório publicado, esta quarta-feira, pelo Eurostat, na primeira metade de 2021, os impostos e taxas representaram 39% das contas de eletricidade cobradas aos agregados familiares na União Europeia (UE), enquanto nas contas do gás o seu peso foi de 36%.


Preços do gás desceram na primeira metade deste ano na UE mas subiram no Luxemburgo
No mesmo período, os preços médios da eletricidade doméstica nos Estados-membros aumentaram ligeiramente em comparação com 2020.

No caso do Luxemburgo e da Alemanha, três dos 20 países da UE que viram os preços do gás subir, nos primeiros seis meses do ano, os impostos e as taxas foram os principais fatores de subida dos valores, que no Grão-Ducado aumentaram 6% e na Alemanha 8%.

Da mesma forma, mas no sentido oposto, as reduções fiscais permitiram baixar a fatura da eletricidade para as famílias nos Países Baixos, o Estado-membro onde mais desceram os preços médios desta fonte de energia (-10%), na primeira metade deste ano, em contraciclo com a maioria dos países da UE, que registaram um aumento dos valores.


Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

Instabilidade dos mercados e especulação dos produtores está a fazer disparar o preço da eletricidade e eventuais cortes de abastecimento. A UE teme meses frios e de crise económica. A próxima cimeira europeia irá discutir o tema.
Vêm aí novos impostos. A ideia parece certa, mas não se sabe ainda quando nem como. A culpa é da saída do Reino Unido da União Europeia. É que o grupo dos 27 vai ter de arranjar forma de compensar a redução que o Brexit vai provocar no orçamento comunitário.
O Luxemburgo é o país da União Europeia que mais dinheiro gastou em questão relacionadas com a ordem pública e segurança, de acordo com dados do Gabinete de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) referentes a 2015.