Escolha as suas informações

IMD: Luxemburgo sobe três lugares em ranking de competitividade
Economia 01.06.2017

IMD: Luxemburgo sobe três lugares em ranking de competitividade

IMD: Luxemburgo sobe três lugares em ranking de competitividade

Foto: Pierre Matge
Economia 01.06.2017

IMD: Luxemburgo sobe três lugares em ranking de competitividade

O Luxemburgo subiu três lugares no ranking da competitividade elaborado pela escola de gestão suíça IMD. Entre as 63 economias analisadas, o Grão-Ducado aparece este ano no 8° lugar da tabela.

O Luxemburgo subiu três lugares no ranking da competitividade elaborado pela escola de gestão suíça IMD. Entre as 63 economias analisadas, o Grão-Ducado aparece este ano no 8° lugar da tabela.

Hong Kong ocupa a primeira posição da classificação, seguindo-se a Suíça e Singapura. Os Estados Unidos caíram para o quarto lugar do ranking.

No outro extremo oposto, o Brasil, a Mongólia e a Venezuela são, segundo o estudo, as economias menos competitivas do mundo.

Quanto à competitividade digital, outro estudo da escola de negócios (IMD) suíça, o Luxemburgo ocupa o 20° lugar, tendo subido uma posição face ao ano passado.

Nesta lista, Singapura, Suécia e Estados Unidos são os mais bem posicionados, enquanto a Ucrânia, Mongólia e Peru são os menos competitivos em termos digitais.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba a nossa newsletter das 17h30.


Notícias relacionadas

Alemanha lidera: Portugal sobe ao quarto lugar do 'ranking' FIFA
Portugal subiu quatro lugares no ranking da FIFA e ocupa agora o quarto posto da hierarquia mundial do Futebol. Nas últimas atualizações a seleção lusa era oitava, mas o terceiro lugar na Taça das Confederações permitiu-lhe subir na tabela revelada esta quinta-feira.
Portugal subiu quatro lugares no 'ranking' do futebol mundial
'Ranking' da FIFA: Portugal cai para o sétimo lugar
A selecção portuguesa de futebol ‘caiu’ esta quinta-feira três lugares, para o sétimo posto do ‘ranking’ da FIFA, que continua a ser liderado pela Bélgica, à frente de Argentina e Espanha, segunda e terceira, respectivamente.
A equipa das 'quinas' voltou a descer no 'ranking' da FIFA