Escolha as suas informações

Habitação é a maior despesa das famílias. Há 40 anos era a alimentação
Economia 27.08.2020 Do nosso arquivo online

Habitação é a maior despesa das famílias. Há 40 anos era a alimentação

Habitação é a maior despesa das famílias. Há 40 anos era a alimentação

Foto: Gerry Huberty
Economia 27.08.2020 Do nosso arquivo online

Habitação é a maior despesa das famílias. Há 40 anos era a alimentação

Diana ALVES
Diana ALVES
Sem surpresas, os gastos com a habitação continuam a ser a maior despesa das famílias no Luxemburgo. Dados do Instituto Nacional de Estatística (STATEC) mostram que há 40 anos a habitação aparecia apenas em segundo lugar.

Num estudo sobre os hábitos de consumo dos residentes, o STATEC sublinha que, entre 1977 e 2017, o panorama sofreu fortes alterações. 

No final da década de 1970, a maior fatia das despesas mensais (29%) das famílias ia para a alimentação, seguindo-se depois a habitação (19%) e o vestuário (15%).Mas, passados 40 anos, a história é outra. 

A habitação não só saltou para o topo da lista, como passou também a pesar como nunca na carteira dos consumidores. Hoje em dia, os gastos com a casa correspondem a 37% das despesas totais dos agregados. 

Os transportes (13%) e a restauração (9%) fecham o pódio, aparecendo nos segundo e terceiro lugares, respetivamente.


Differdange vai ter mais habitação a preço acessível
As obras deverão ficar concluídas em 2023.

O STATEC nota que a alimentação em casa, que antes era a principal despesa dos agregados, surge hoje praticamente no mesmo patamar da restauração.

 Isto é, os consumidores gastam tanto para comer fora (9%) como em casa (8%), fruto das “mutações no mercado de trabalho e nas estruturas familiares”, frisa o gabinete de estatísticas.

Siga-nos no Facebook, Twitter e receba as nossas newsletters diárias.


Notícias relacionadas

O teletrabalho, os sucessivos confinamentos, o encerramento pontual dos restaurantes, bares, lojas e escolas obrigaram os residentes do Luxemburgo a mudar os hábitos de consumo. A conclusão é do mais recente estudo do Instituto Nacional de Estatística (Statec).